Campo Grande, MS
quinta-feira, 26 de novembro, 2020

Educação

Mídia CG > Educação > ALUNOS DA REME COMEÇAM A PRODUZIR CARTINHAS PARA CAMPANHA PAPAI NOEL DOS CORREIOS

ALUNOS DA REME COMEÇAM A PRODUZIR CARTINHAS PARA CAMPANHA PAPAI NOEL DOS CORREIOS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A partir da próxima segunda-feira (1º), pelo menos seis mil alunos da Rede Municipal de Ensino começarão a participar da campanha Papai Noel dos Correios, que há mais de duas décadas envolve estudantes da rede pública de todo o país. Nesta sexta-feira (28), diretores das 25 unidades da Reme, que serão contempladas na 29ª edição do evento, estiveram reunidos com a responsável pela campanha na Capital, Olga Martinez Torres, para conhecerem o regulamento da ação, que tem a proposta de atender escolas localizadas em regiões de maior vulnerabilidade socioeconômica.

A parceria entre a Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Semed, e os Correios existe desde 2011 e atende alunos da Educação Infantil até  o 5º ano do Ensino Fundamental. De acordo com Olga Torres, além de realizar sonhos, a ideia da campanha é incentivar a produção de texto e a expressão por meio de ilustrações e desenhos, no caso das crianças que ainda não estão alfabetizadas.

Através deste material, as crianças expressam seu pedido de presente para o Papai Noel. O trabalho de produção das cartas irá ocorrer até o dia 16 de outubro, quando os diretores deverão encaminhar as produções para a coordenação da campanha, localizada no prédio central dos Correios, na Avenida Calógeras.  A partir do dia 19 de novembro as cartinhas ficarão à disposição para adoção, já que as produções  individuais são apadrinhadas por empresas e comunidade em geral, que podem adotar quantas cartinhas desejar, assumindo a promessa de viabilizar o presente desejado.

A coordenadora da campanha explica que, em média, mais de 90% das cartas são adotadas, por isso é importante que o professor oriente os alunos a escreverem pelo menos três desejos para que o padrinho possa ter opção. Ao desenvolverem a campanha nas unidades, os professores conversam com os alunos sobre o significado do Natal, tomando o cuidado de não envolver as questões religiosas, focando em valores como a solidariedade e união.

Ao mesmo tempo é trabalhado, com os alunos alfabetizados, técnicas de redação e a forma de endereçar uma carta. De acordo com Olga, os gestores também podem buscar parceiros que viabilizem  os presentes solicitados pelas crianças, que serão entregues em dezembro nas unidades.

Primeira vez

O diretor da Escola Municipal Luiz Cavalon, Juraci Felix da Rocha, ficou feliz com a participação, pela primeira vez, da unidade na campanha. “É um projeto maravilhoso que vem ao encontro com as necessidades das crianças. O presente chega em um momento muito importante para elas”, disse. Ao todo, 330 alunos do Pré ao 1º ano participarão da ação.

Também participando pela primeira vez, a diretora Flávia Mara Figueiredo, do Ceinf José Ramão Cantero, disse que está ansiosa para ver a reação dos pequenos do berçário e creche. “Eles entendem tudo e ficarão muito felizes porque eles ainda têm essa magia do Natal. É importante fomentar esse sentimento porque é uma fase que passa rápido”, disse.

Na opinião da diretora, a campanha é uma oportunidade para falar sobre os valores natalinos, sem apelar para questões comerciais ou religiosas. “As crianças também estão inseridas na sociedade e não podemos colocá-las em uma bolha porque elas têm acesso às mídias e a internet. O importante é trabalhar o tema com tranquilidade”, destacou. No Ceinf participarão 194 alunos.