Campo Grande, MS
domingo, 29 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > APÓS TROCA DE 56 SEMÁFOROS, AGETRAN SUBSTITUI EQUIPAMENTOS NA JOSÉ ANTÔNIO

APÓS TROCA DE 56 SEMÁFOROS, AGETRAN SUBSTITUI EQUIPAMENTOS NA JOSÉ ANTÔNIO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) iniciou substituição dos semáforos em 11 cruzamentos da Rua José Antônio, no trecho entre as Ruas Antônio Maria Coelho e a Rodolfo José Pinho. Nesta terça-feira (3), as equipes trabalharam nos cruzamentos com a Dom Aquino e Barão de Rio Branco, com substituição da fiação, troca dos suportes,  porta-foco, uso de lâmpadas de led e contagem de tempo para o pedestre.

IMG_9165

O diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno, destaca que os equipamentos são sincronizados, com controladores, que garantem fluidez ao tráfego com a chamada “onda verde”, com 50 km/h de velocidade.

“Os semáforos são compostos de grupos focais, cabeamento, aterramentos, braços e colunas, com lâmpadas de led, com mais durabilidade, que chega até cinco anos a mais economia de energia. Os semáforos antigos que derem reaproveitamento serão reutilizados tanto para os serviços de manutenção como nas instalações em outros pontos críticos do trânsito”, reforça Janine.

A modernização semafórica foi iniciada ano passado pela Prefeitura de Campo Grande. Até agora, foram trocados 56 semáforos, um investimento de R$ 2,240 milhões, recursos do Programa Pró-Transporte, que prevê a substituição de 200 semáforos no quadrilátero formado pelas avenidas Fernando Côrrea da Costa, Ceará, Mato Grosso e Calógeras.

IMG_9119

O projeto também contemplará as principais vias de acesso a todas as regiões da cidade, como Bandeirantes, Brilhante, Ernesto Geisel, Gury Marques, Costa e Silva, Cônsul Assaf Trad, Mascarenhas de Moraes, Euler de Azevedo, dentre outras.

Depois da troca dos semáforos, está prevista a instalação de novos controladores e a implantação de uma central de monitoramento que vai permitir a regulação a distância e em tempo real do tempo “vermelho” e “verde”. A central será uma ferramenta fundamental para garantir agilidade na manutenção dos equipamentos com focos queimados ou funcionamento de forma intermitentes, por exemplo, situação que acaba gerando confusão nos cruzamentos.

O agente André Amarante trabalhou no apoio para orientar o trânsito durante a substituição dos equipamentos. “Esta troca de semáforos representa menos transtornos para todos nós, motoristas e pedestres”, disse.

O morador Gabriel Martins Molina, 92 anos, aprovou o sistema semafórico que possui contagem regressiva para pedestres. “Temos que aprovar a modernidade, que para nós representa segurança e tranquilidade no trânsito”, comentou.

A pedestre Manoelle Scotti também aprovou os novos equipamentos, que possuem contagem regressiva. “Isso é muito bom e os pedestres terão noção do tempo ao atravessar a via. Isso representa desenvolvimento para Campo Grande e mostra que a Prefeitura está trabalhando para o desenvolvimento do trânsito”, avaliou.