Campo Grande, MS
segunda-feira, 25 de janeiro, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > Bataguassu: a vida aqui é um aprendizado

Bataguassu: a vida aqui é um aprendizado

Fonte: Portal do MS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Claudio Pereira chegou em Bataguassu na década de 80, com 21 anos, pronto para trilhar uma nova história de vida. Ele se instalou na localidade à trabalho pelo antigo Instituto de Preservação e Controle Ambiental (INAMB), que mais tarde, em 1981, passou a ser a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso do Sul (SEMA).

Não só a vida profissional, mas também a pessoal, tem bases no município. Lá ele conheceu, Sônia Zanardo, natural da terra, com quem consagrou uma união e teve um casal de filhos, Gracielli e Claudio Junior. Atualmente, o servidor já é avô, e esbanja felicidade ao falar dos seis netos.

Ele, que ficou três anos parado após ter contribuído com o Estado durante um longo tempo, voltou a trabalhar na Polícia Militar Ambiental há quase dez anos. “Recebi o convite pelo Cap. Rosseto que na ocasião era comandante do 5′ /PPMA de Bataguassu para retornar às atividades, de imediato aceitei o convite e minha convocação se realizou em 22 de julho de 2011 (CVMRR). E na data de 30 de novembro de 2016 fui designado a prestar serviço no mesmo pelotão, onde permaneço até hoje”, diz o pai de família, que já é servidor há mais de 35 anos. 

Durante todo esse tempo, Bataguassu apresentou realidades e trouxe ensinamentos para o sargento, marcando a própria história. “Quando cheguei em Bataguassu, em 1980, a cidade era hospitaleira e bem tranquila. Na ocasião havia muitas apreensões de peixes e fazíamos doações nas áreas mais carentes, o que fazia o povo ficar nos arredores, na expectativa de receber doações. Isso se prolongou por muitos anos e sem dúvidas essas doações contribuíram com muitas famílias necessitadas”, lembra Claudio. Outro marco foram as enchentes do Rio Paraná, onde ele e toda a equipe resgatavam famílias e ribeirinhos que perdiam tudo com o fenômeno natural. 

Na longa estrada da vida, o policial ambiental colecionou o carinho especial de colegas e amigos, relembrando que estes participaram e participam do crescimento de sua família. Com 60 anos de idade, ele mantém o companheirismo de sempre, ajudando no serviço a todo o vapor, e finaliza: “A experiência é a chave mestra de situações inesperadas”!

Essa é a história do servidor, Claudio Pereira, morador de Bataguassu. Essa é a história de um sul-mato-grossense. MS 43 ANOS!!!