Campo Grande, MS
domingo, 13 de junho, 2021

Saúde

Mídia CG > Saúde > CAMPANHA CONTRA SARAMPO E POLIO TERMINA NESTA SEXTA; SESAU FAZ DIA D NO FIM DE SEMANA

CAMPANHA CONTRA SARAMPO E POLIO TERMINA NESTA SEXTA; SESAU FAZ DIA D NO FIM DE SEMANA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Campanha de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite para imunizar crianças de 1 ano a menores de 5 anos termina nesta sexta-feira (31) nas 66 unidades básicas de saúde (UBS/UBSF). As salas de vacinas destes locais funcionam das 7h15 às 11h e das 13h às 16h45.

Porém, neste sábado e domingo (1 e 2 de setembro), a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande vai intensificar a vacinação com dois “Dia D” em cinco unidades: Centros Regionais de Saúde (CRS) Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho, Coophavila e UBS 26 de agosto. As equipes serão reforçadas para atender à população das 6h15 às 17h45, sem intervalo para o almoço. Serão duas salas de vacinação em cada local neste fim de semana.

O objetivo é atingir a meta de vacinar 95% das crianças alvo da Campanha e que somam pouco mais de 47,5 mil.

Neste ano foram notificados 14 casos suspeitos de sarampo em Campo Grande, sendo que 10 já descartados. Dos quatro casos que a Sesau está investigando, três são de crianças (1, 2 e 5 anos) e um adulto (28 anos).

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mariah Barros, os pais devem levar as crianças para se vacinar e evitar possíveis complicações no futuro. “Quando uma criança nesta idade que faz parte da Campanha não é vacinada, ela corre o sério risco de contrair a doença e transmitir rapidamente para outras pessoas. A prevenção é o melhor a ser feito e evitar que crianças tenham sequelas deixadas pela doença”, explica.

Mariah explica ainda que “estamos oportunizando reforço nas salas de vacinação neste fim de semana para os pais que não levaram as crianças durante a semana, possam fazê-lo agora e ainda registrarmos essas doses aplicadas dentro da meta da Campanha”.

Os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação das doenças imunopreveníveis e por isso devem comparecer às UBS/UBSF com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro da vacina.

Apenas 52% das crianças com idade entre 1 ano a menores de 5 anos foram levadas pelos pais às unidades de saúde para receberam as doses.