Campo Grande, MS
domingo, 7 de março, 2021

Saúde

Mídia CG > Saúde > CAMPO GRANDE INICIA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE HOSPITAIS PARTICULARES

CAMPO GRANDE INICIA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE HOSPITAIS PARTICULARES

Fonte: PMCG

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Começou nesta quarta-feira (20) a vacinação contra Covid-19 dos profissionais de saúde que atuam em hospitais particulares da Capital. Campo Grande recebeu 26.898 doses da vacina Corovac, e nesta primeira fase imunizará quem está na linha de frente no combate à doença nas unidades de urgência e emergência, SAMU, e hospitais com pacientes infectados e os idosos asilados. 

Nesta manhã a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) iniciou a distribuição das doses recebidas aos Hospitais da Cassems, Unimed, Proncor,  Hospital do Câncer e São Julião, sendo entregues 200 doses para cada um dos três primeiros e 100 para cada um nos demais locais. 

Genira foi a primeira profissional de saúde da Cassems a ser imunizada. (Foto: Karine Matos)

Para registrar o momento do início da imunização dos profissionais, aconteceu uma vacinação simbólica, onde a primeira imunizada foi a técnica de enfermagem Genira Vasques Monteiro, 46 anos, que, além de emocionada, se diz esperançosa para que mais pessoas sejam vacinadas. 

“A comemoração desta data tem uma simbologia da ciência e o não ao negacionismo. Enquanto muitos distribuem notícias falsas, os cientistas estão trabalhando”, comenta a diretora do hospital, Maria Auxiliadora Budib, que hoje conta com 195 profissionais lotados na UTI para tratamento de pacientes com Covid-19. 

No hospital da Unimed, a primeira vacinada foi a médica Liane Peres Dualiibe, que também está atuando diretamente com os pacientes infectados pelo coronavírus e se emocionou ao receber a dose. 

Médica da Unimed emocionada após ser vacinada contra a Covid-19. (Foto: Karine Matos).

Para o titular da Sesau, José Mauro Filho, a estratégia de enviar a vacina para os hospitais que estão na linha de frente neste momento é para não deixar que a assistência pare. “Temos uma arma eficiente no combate a pandemia. Traz uma luz para a luta que estamos travando há meses”, conclui. 

“Ainda é necessário mantermos todos os protocolos de segurança, o uso de máscaras e higienização das mãos, principalmente, é nossa maior defesa. Enquanto não temos vacinas para toda a população, precisamos manter o cuidado, porque a doença é perigosa e ainda leva a morte”, alerta o secretário. 

O secretário estadual de saúde, Geraldo Rezende, também comemorou a imunização dos profissionais da saúde.” A parceria com a gestão em Campo Grande fez tudo o que foi possível para que não acontecesse aqui o que ocorreu em outros municípios e estados da federação” comenta.