Campo Grande, MS
domingo, 23 de janeiro, 2022

Saúde

Mídia CG > Saúde > CAPACITAÇÃO VISA POTENCIALIZAR ATUAÇÃO DE ASSISTENTES SOCIAIS DENTRO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

CAPACITAÇÃO VISA POTENCIALIZAR ATUAÇÃO DE ASSISTENTES SOCIAIS DENTRO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

O Programa Saúde na Escola (PSE) promoveu a capacitação “Prevenção à violência contra a mulher, direitos sexuais e reprodutivos” para assistentes sociais da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). O encontro aconteceu nesta quarta (5) e quinta-feira (6), no auditório da Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres.

O objetivo é qualificar as ações para o desenvolvimento do PSE, habilitando tecnicamente os profissionais para trabalharem os temas que fazem parte dos eixos do Programa, como avaliação das condições de saúde das crianças, adolescentes e jovens que estão na escola pública; promoção da saúde e de atividades de prevenção; educação permanente e capacitação dos profissionais da educação e da saúde e de jovens; monitoramento e avaliação da saúde dos estudantes; e, monitoramento e avaliação do programa.

Os Assistentes Sociais capacitados poderão a partir de agora desenvolver ações com professores e adolescentes nas escolas pactuadas.

O encontro que prossegue nesta quinta-feira (6) que corresponde a turma 1 que integra 32 profissionais dos sete distritos sanitários de Campo Grande: Ananhanduizinho (8 assistentes sociais), Bandeira (3), Centro (2), Imbirussu (4), Lagoa (5), Prosa (3) e Segredo (7). A turma 2 se encontra no final do mês.

PSE

O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

O público beneficiário do PSE são os estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

As atividades de educação e saúde do PSE ocorrem nos territórios definidos segundo a área de abrangência da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF), tornando possível o exercício de criação de núcleos e ligações entre os equipamentos públicos da saúde e da educação (escolas, centros de saúde, áreas de lazer como praças e ginásios esportivos, etc).

No PSE a criação dos Territórios locais é elaborada a partir das estratégias firmadas entre a escola, a partir de seu projeto político-pedagógico e a unidade básica de saúde. O planejamento destas ações do PSE considera: o contexto escolar e social, o diagnóstico local em saúde do escolar e a capacidade operativa em saúde do escolar.

A Escola é a área institucional privilegiada deste encontro da educação e da saúde: espaço para a convivência social e para o estabelecimento de relações favoráveis à promoção da saúde pelo viés de uma Educação Integral.

Para o alcance dos objetivos e sucesso do PSE é de fundamental importância compreender a Educação Integral como um conceito que compreende a proteção, a atenção e o pleno desenvolvimento da comunidade escolar. Na esfera da saúde, as práticas das equipes de Saúde da Família, incluem prevenção, promoção, recuperação e manutenção da saúde dos indivíduos e coletivos humanos.