Campo Grande, MS
quinta-feira, 17 de junho, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > COLÓQUIO APRESENTA AÇÕES DA PREFEITURA PARA ERRADICAR TRABALHO INFANTIL

COLÓQUIO APRESENTA AÇÕES DA PREFEITURA PARA ERRADICAR TRABALHO INFANTIL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
IMG_8179 (Copy)

Música, dança, oficinas de desenho, além de instrução, através das palestras informativas voltadas para as crianças e adolescentes, para falar a língua deles, são algumas das ações estratégicas usadas pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social/SAS, da Superintendência de Proteção Social Especial, da Gerência da Rede de Proteção Social Especial de Média Complexidade, junto com o Programa de Ações de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI), para erradicar o trabalho infantil.

IMG_8225 (Copy)O trabalho que vem sendo promovido ao longo da gestão foi apresentado nesta quinta-feira (16), na Esplanada Ferroviária, durante o I Colóquio Municipal das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – evento integrante das comemorações do Aniversário de Campo Grande.

O evento objetiva informar, fomentar e chamar a atenção para a urgente necessidade de se intensificar as ações e as estratégias voltadas para a erradicação do trabalho infantil e a proteção deste público.

Durante a abertura, o prefeito Marquinhos Trad salientou os trabalhos e afirmou que são de suma importância para o futuro das crianças.

“Eu que atuei muito na esfera criminal vi que a maioria dos meninos nos presídios têm de 18 a 30 anos e que passaram por todo o tipo de sorte. Nós estamos planejando daqui 15, 20 anos as crianças de hoje. Eles vão refletir o que nós ensinarmos. Tudo depende do que nós passarmos para eles. Eles vão ser fruto dos nossos ensinamentos. Se passarmos coisas boas, não tem como sair coisa ruim”, disse.

IMG_8313 (Copy)A vice-prefeita Adriane Lopes completou e se lembrou que a atividade faz parte das cerca de 200 ações que a Prefeitura está promovendo neste mês de agosto.

“Esta ação de hoje é muito importante. Um trabalho que tem sido feito com muita responsabilidade. Estamos trabalhando continuamente, por meio da SAS para erradicar o trabalho infantil”, disse.

O programa da SAS retira crianças e adolescentes do trabalho precoce, sendo que, AEPETI articula um conjunto de ações para retirar crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos da prática do trabalho precoce, exceto quando na condição de aprendiz, a partir de 14 anos.

O secretário municipal de Assistência Social José Mario explicou que as ações levam informações de que lugar da criança é na escola, é brincando, não trabalhando. Ele também agradeceu a parceria do CIEE, da Funsat e do IMCG que prepararam os jovens adolescentes para o mercado de trabalho.

“Estamos aqui para dar o nosso melhor a favor da população. É nos CRAS que é fortalecido o vínculo, que temos o contato com a nossa população, que falamos com os pais mais de perto, com os filhos, com os avôs, para instrução e fortalecimento deste vínculo”, afirmou.

IMG_8397 (Copy)O AEPETI é um programa do Governo Federal, que teve início em 1996, para atender as demandas articuladas pelo Fórum Nacional (FNPETI) em 1994. Em 2011, foi introduzido na LOAS – Art. 24 – C pela lei 12.435 em 06/07/2011, integrando ao Sistema Único da Assistência Social- SUAS. Em 2005, passa a ser potencializado em ações permanentes e fundamentais presentes na rede.

Para a titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente, Anne Karine Trevizan, as ações do Executivo são fundamentais para conscientização e garantia do futuro das crianças.

“Primeiramente, é necessário a conscientização dos pais ou responsáveis dessas crianças. Ter a consciência que criança tem que brincar, tem que estudar, tem o momento do seu ócio, de não fazer nada, criando ou sonhando com as coisas do seu futuro. A criança pode ajudar em casa, mas não pode ser explorada como um trabalho”, afirmou.

O evento foi organizado pela Gerência de Proteção Social Especial Média Complexidade, Marcilene Ferreira Rodrigues; Técnica de Referência AEPETI. Jakeline dos Santos de Paula; Técnico de Referência AEPETI, Joniferson Rodrigues Corvalan.

IMG_8301 (Copy)Teve como convidados o MTE, DPCA, Conselho Tutelar, CIEE, CMDCA, Funsat, Instituto Mirim, SEDHAST, CEREST, SELETA, SUBJUV, FUNESP.

E contou com as de Edy Micorreli, Emilia com sua contação de história, Projeto Som e Vida, Comunidade Negra São João Batista e Palhaço Pipoca.