Campo Grande, MS
terça-feira, 19 de outubro, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > COM PARCERIA DA PREFEITURA, FLORESTINHA PROMOVE ATIVIDADES QUE SERÃO REPLICADAS POR CRIANÇAS

COM PARCERIA DA PREFEITURA, FLORESTINHA PROMOVE ATIVIDADES QUE SERÃO REPLICADAS POR CRIANÇAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
IMG_7929 (Copy)

Com palestra, apresentação de teatro e simulação de queimada, cerca de 60 alunos do Projeto Florestinha aprenderam mais sobre o meio ambiente e, em breve, levarão os novos ensinamentos para todo o Mato Grosso do Sul. É que tudo que eles aprenderam nesta terça-feira (14), durante o evento Diálogo de Inverno – diga não às queimadas urbanas, atividade prevista na programação das festividades dos 119 anos de Campo Grande, será levado às escolas públicas de todo o Estado.

IMG_7955 (Copy)O cabo-aluno Rhuan dos Santos Ferreira, que há 3 anos participa do projeto, contou que o melhor é poder ensinar e ser exemplo para outros garotos.

“O importante do que aprendemos aqui é que podermos fazer em outros lugares. Nós viajamos e fazemos palestras e incentivamos as pessoas a serem como nós – policiais militares ambientais – a ajudarem o meio ambiente. Acredito que somos exemplo”, disse.

Também há 3 anos no projeto, o cabo-aluno Dheivid Santos Tabosa, disse que aprende muito todos os dias, e com o aprendizado de hoje, se sente mais preparado.

“A gente aprende muito aqui e hoje com esse aprendizado de prevenção de incêndio me sinto preparado para ajudar, caso precise”, afirmou.

Já o soldado-aluno Daniel Costa, que está há 1 ano e meio no projeto, falou da palestra.

“A gente aprende mais a conscientização ambiental, a não desmatar a floresta, a combater incêndios, a conscientizar as pessoas. A palestra é mais para isso”, afirmou.

Para o tenente-coronel Ednilson Queiroz a parceria com a Semadur e com a Planurb na parte de Educação Ambiental é fundamental para que essa aprendizagem acontteça.

IMG_7944 (Copy)“Atualmente estas crianças fazem a educação ambiental que os biólogos da polícia ambiental faziam. Cada um faz suas oficinas nas escolas e nós atendemos o estado todo. Atingimos objetivos até melhores que com os policiais. A gente via que as crianças ficavam acanhadas de fazer perguntas para eles. Hoje, a gente vê nas escolas as crianças participando, discutindo o ambiente que querem. Tudo isso sempre de forma lúdica, com teatro, reciclagem de papel, plantação de muda, para a criança entender o nosso sistema”, explicou.

A diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues, explicou que a Planurb tem promovido interlocução entre os segmentos públicos e privados para o enfrentamento do problema das queimadas.

“O objetivo é realizar o diagnóstico, prevenção, monitoramento, além de ações permanentes de educação ambiental, com foco no fortalecimento de políticas de prevenção e combate às queimadas”, disse.

Quem também realiza este trabalho é o Ibama Prevfogo. Analista Ambiental do órgão federativo, Alexandre Pereira explicou que o Prevfogo atua hoje em Mato Grosso do Sul com 90 brigadistas treinados e capacitados.

“Essas brigadas estão distribuídas no município de Corumbá, Aquidauana e Porto Murtinho. Todas estão aptas para atuar tanto na prevenção quanto no combate aos incêndios florestais.

IMG_8021 (Copy)Além disso, temos a participação no Comitê Municipal, onde a gente consegue disponibilizar o conhecimento que temos, materiais que produzimos pelo Prevfogo e também estamos sempre à disposição para contribuir com a redução dos incêndios urbanos”, disse.

Sobre as atividades com as crianças, ele disse ser essencial para levar informações às crianças para que se tornem cidadãos melhores no futuro.

A atividade é promovida pela Prefeitura de Campo Grande, por intermédio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e o Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos.

Campanha

Conforme o código penal Brasileiro (Lei nº 2.848 de 7 de dezembro de 1940), a prática de incêndio é crime e a lei de crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998), estabelece pena de reclusão e multa que pode chegar a R$5 mil para quem provoca queimadas.

Você também pode colaborar com a campanha não queimando lixo ou folhas secas, não depositando o lixo em terrenos baldios e, não jogando bituca de cigarro em vias públicas ou terrenos baldios.

Outra medida importante é a denúncia por parte da população. A informação é também um instrumento para o combate ao incêndio, com o conhecimento das pessoas sobre os aspectos prejudiciais dos incêndios e a punição que a infração acarreta.

Os telefones para denúncia são 156 (prefeitura) e 193 (Corpo de Bombeiros). Outras informações, na diretoria de Planejamento Ambiental (DPA) da Planurb pelo telefone 3314-5181.