Campo Grande, MS
sexta-feira, 7 de maio, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > ESCOLAS DA REME REALIZAM AÇÕES EDUCATIVAS PARA GARANTIR CARNAVAL SEGURO

ESCOLAS DA REME REALIZAM AÇÕES EDUCATIVAS PARA GARANTIR CARNAVAL SEGURO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Para sensibilizar a comunidade escolar e sociedade sobre a importância de denunciar violações aos direitos de crianças e adolescentes durante o carnaval a Semed (Secretaria Municipal de Educação) em parceria com a Subsecretaria da Mulher, está realizando esta semana, em unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino), um conjunto de ações estratégicas que envolvem desde atividades pedagógicas com os alunos até blitzes em unidades escolares para a entrega de panfletos educativos.

As ações de prevenção e orientação começaram nesta terça-feira (26) e serão desenvolvidas até sexta-feira (01) e integram o programa “Valorização da Vida”, criado pela Superintendência de Gestão e Normas da Semed e que atua nas escolas no sentido de fortalecer os laços entre pais e alunos, além de promover palestras que ressaltam o respeito e amor próprios.

Nesta terça-feira já realizaram atividades as escolas Consulesa Margarida Macksoud Trad, Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, Professor Arlindo Lima, Hércules Maymone, Professor Arassuay Gomes de Castro, Professora Ione Catarina e Professora Danda Nunes.

Sem título

“O objetivo das ações é sensibilizar a população dos riscos que as crianças e adolescentes correm nessa época e tornar o carnaval uma festa segura”, pontuou a superintendente de Gestão e Normas da Semed, Alelis Izabel de Oliveira Gomes. Além disso, a ideia é chamar a atenção também sobre a importância de prevenir e denunciar os casos de violência nesse período.

Ações nas escolas

Na escola Vanderlei Rosa, uma das dinâmicas, voltada aos alunos do 9º ano, consistiu na dramatização de um baile de carnaval no laboratório da escola onde as professoras, com base em um programa do Governo Federal sobre gravidez na adolescência, falaram sobre doenças sexualmente transmissíveis e o perigo de consumir produtos oferecidos por estranhos.

Já os alunos do 2º e 4º ano elaboraram paródias de marchinhas carnavalescas com letras alertando sobre a importância de não sujar as ruas e recolher o próprio lixo nas festas populares. O aluno Rafael Pereira Matos, 15 anos, considerou as ações criativas. “Foi importante porque o pessoal sai de casa para brincar o carnaval e não presta atenção nos perigos da rua”, disse. Já seu colega, Paulo Freitas Rocha, 14 anos, acredita que as dinâmicas facilitam a compreensão do conteúdo. “A dramatização falou a verdade do que acontece, por isso o pessoal entende mais fácil do que só ficar na teoria”, afirmou.

Na escola Professor Hércules Maymone, os alunos participaram de palestras antidrogas, doenças sexualmente transmissíveis e violência doméstica. As crianças do 4º e 5º ano produziram cartazes que ficarão expostos na escola chamando a atenção da comunidade escolar para os perigos do consumo excessivo de álcool nas festas.

A diretora Maria de Jesus Echeverria Nimer Gatto disse que no bairro é comum a realização de bailes populares, por isso enfatizou que a escola sempre trabalha os temas de prevenção ao longo do ano. “Nessa época fica mais evidente, mas nossa preocupação é constante, por isso desenvolvemos uma série de projetos”, disse.

Nesta quarta-feira as ações continuam na escola Professor Licurgo de Oliveira Bastos, além de uma blitz com entrega de material informativo, que acontecerá na Avenida Afonso Pena esquina com a Rua 25 de Dezembro, a partir das 17 horas. Já na quinta-feira desenvolvem atividades e blitzes as escolas Antônio José Paniago e Padre Heitor Castoldi.