Campo Grande, MS
terça-feira, 28 de junho, 2022

Educação

Mídia CG > Educação > FEIRA DE ESCOLA DA REME ESTIMULA A PRODUÇÃO FAMILIAR E VIDA SAUDÁVEL

FEIRA DE ESCOLA DA REME ESTIMULA A PRODUÇÃO FAMILIAR E VIDA SAUDÁVEL

Produtos orgânicos e fresquinhos atraíram dezenas de pessoas à escola do campo Darthesy Novaes Caminha, que realizou, nesta quarta-feira (28), a quarta edição da feira da unidade escolar que tem o objetivo de divulgar a produção de verduras, frutas, legumes cultivados pelas famílias da região.

WhatsApp Image 2019-08-28 at 18.43.06

Quem prestigiou o evento, realizado em homenagem aos 120 anos de Campo Grande, pode levar até ovos caipira comercializados com preços bem abaixo dos vendidos em supermercados.  De acordo com a diretora da unidade, Osmarina Souza Aragão, a feira também é um momento de interação entre os produtores e famílias da região, além de ser a oportunidade de mostrar à comunidade escolar, os projetos que a unidade desenvolve na área ambiental.

“Entre nossos trabalhos  temos, alguns que vêm se destacando como o de frutos do cerrado, do plantio de ora-pro-nobis e o viveiro de mudas, que tem como foco o resgate e replantio de algumas espécies”, disse. A comunidade aproveitou também, para levar para casa diversas mudas e pode conhecer melhor a rotina e o trabalho de uma escola do campo da Rede Municipal de Ensino (Reme).

A professora Helena Borges Martins frisou que os visitantes aprovaram os preços comercializados e acabaram descobrindo novas opções de compra. “Vários pais disseram que vieram aproveitar a oportunidade para conhecer os produtos da chácara , com preços razoáveis e que os torna acessíveis  para todos”, afirmou.

Mesmo morando na cidade, o pai de aluno Aurélio Sanches Allonso disse que a feira promoveu a interação entre alunos e professores com a comunidade. “Achei ótima e ficou evidente que o mais importante  é o fortalecimento e a credibilidade para melhorar ainda mais este evento”, destacou.

O presidente da Associação de Moradores da Chácara das Mansões, Gilmar Santos Guedes, comentou que os produtores da região precisam de mais espaço para mostrar seus produtos, por isso a feira contribuiu com essa divulgação.  “É uma oportunidade de divulgarem seus produtos e trocar conhecimentos sobre os produtos. Foi muito bacana a participação de todos”, disse.

O técnico da Superintendência de Gestão de Políticas Educacionais, da Divisão de Educação e Diversidade, responsável pela educação das escolas do campo, Carlos Porto, comentou a relevância pedagógica dos projetos desenvolvidos na unidade. “Os trabalhos apresentam didáticas contendo um olhar para as questões da alimentação saudável e agroecologia. Isso enriquece a escola, que busca valorizar uma educação sustentável e ao mesmo tempo, exercer um diálogo com a comunidade escolar”, pontuou.