Campo Grande, MS
terça-feira, 28 de junho, 2022

Notícias

Mídia CG > Notícias > FESTIVAIS DE ARTE, CULTURA E DANÇA DA REME REÚNEM MAIS DE TRÊS MIL ALUNOS EM APRESENTAÇÕES

FESTIVAIS DE ARTE, CULTURA E DANÇA DA REME REÚNEM MAIS DE TRÊS MIL ALUNOS EM APRESENTAÇÕES

O universo da dança, circo, música e teatro poderá ser conferido até sexta-feira (23), no palco do teatro Glauce Rocha, durante a 12ª edição do Festival de Arte e Cultura (FEAC) e a 16ª edição do Festival de Dança da Rede Municipal de Ensino (Reme), que irão reunir 3,9 mil alunos que participam dos projetos de arte e cultura desenvolvidos em unidades de ensino da Reme. Ao todo, 86 escolas participam dos eventos, que destacam apresentações de alunos da Pré-Escola aos anos finais do Ensino Fundamental.

VOM_3377

A abertura contou com a presença da vice-prefeita, Adriane Lopes, que destacou o caráter transformador da cultura na vida das pessoas. “A música e a cultura mudam a nossa história e transformam a vida das crianças, por isso parabenizo os pais que estão aqui apoiando e valorizando o trabalho de seus filhos. Essa atitude faz toda a diferença. Nosso prefeito entende que a Educação transforma a realidade das crianças, por isso muitos pais estão trazendo seus filhos para a Rede Municipal porque tem transformação e mudanças para nossas crianças”, pontuou. A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, que esteve nos festivais na manhã desta quinta-feira (22), destacou a dedicação dos profissionais que se empenharam na realização do evento.

“O festival de esporte, arte e cultura realizado pela Reme tem um grande significado para professores que realizam o trabalho durante o ano. Para os pais, é um momento de realização ver seus filhos fazendo as apresentações com tanta dedicação e com lindos figurinos. Para as escolas, é um momento único, pois se dedicam ao máximo, para que nesse dia saia tudo perfeito e é motivo de gratidão e orgulho proporcionar esses momentos aos nossos alunos”, ressaltou.

DSC_6137

De acordo com o chefe da Divisão de Esporte, Arte e Cultura da Reme, Marcos Antonio Lopes, os eventos buscam oferecer à comunidade escolar e ao público, a oportunidade de conhecer as atividades artísticas desenvolvidas pelos alunos durante o ano. “Nossa intenção é promover, divulgar e propiciar o conhecimento tanto da arte e da cultura brasileira quanto do trabalho que nossos professores desenvolvem. Agradeço a gestão pelo apoio tão importante que oportuniza esse projeto em nossas unidades escolares”, frisou.

As apresentações de circo, teatro e audiovisual têm como tema a literatura brasileira. Já os números musicais exploram o pop rock, nas artes visuais, os trabalhos destacam a cultura popular contemporânea no Brasil e na dança, o cinema é a inspiração das coreografias realizadas pelos professores dos projetos. Logo na entrada do teatro o público se depara com a exposição dos trabalhos na área de artes plásticas, que focaram na cultura das regiões do país. São telas, esculturas, desenhos e uma diversidade de trabalhos onde os alunos exploraram os mais variados elementos. O Piau teve sua paisagem árida retratada em telas pelos alunos da Escola de Tempo Integral “Professora Ana Lúcia de Oliveira Batista”, que também levaram desenhos de instrumentos musicais típicos de Mato Grosso, como a viola de cocho. Já os alunos da escola Professor Luiz Cavalon produziram  trabalhos em gravura com base em releitura da obra do artista plástico cearense Aldemir Martins. Também é possível fazer fotos em um cenário produzido pela escola “Adair de Oliveira”, que retratou a dança do Boi-Mamão, um folguedo típico de Santa Catarina.

VOM_3738 (1)

Os alunos Maria Eduarda Cardoso Santosa, Sara Yamashiro e Luiz Henriique Alves Mercado, do 7º ano da escola “Elizabel Maria Gomes Salles”, utilizaram a técnica de acrílico sobre tela para mostrar a cultura do Rio Grande Norte, com foco na história do casal Lampião e Maria Bonita. “É uma cultura muito viva e colorida. Adorei aprender sobre aquela região”, afirmou Maria Eduardo. Para Luiz Henrique, estudar culturas diferentes enriquece o aprendizado. “A gente desenvolve melhor nosso conhecimento e podemos aprender além do que vemos em sala de aula”, destacou.

Rock e dança

Na primeira noite do evento, coreografias baseadas em filmes como “Tainá”, “A “Pequena Sereia”, “Camp Rock” e “Alladin” foram apresentadas pro alunos de EMEIs e escolas da Reme e emocionaram o público de pelo menos mil pessoas que  passou pelo teatro Glauce Rocha.

Mas a arte circense, teatro e números musicais não faltaram e arrancaram aplausos para as escolas “Oliva Enciso”, “Barão do Rio Branco” e “Professor Arassuay Gomes de Castro”. Uma das apresentações mais emocionantes foi da escola “Major Aviador Y-Juca Pirama”, que homenageou o cantor Michael Jackson com os alunos do projeto de violão tocando a música “Billie Jean” no instrumento.

Emocionada com a apresentação da filha Maísa, de 5 anos, da escola “Coronel Antonino”, a dona de casa Letícia dos Santos ressalta que o foco da filha nos estudou melhorou depois que ela começou a frequentar o projeto de balé desenvolvido na escola. “Ela é muito ativa, acho importante essas aulas para manter as crianças sempre fazendo alguma atividade. A disciplina melhorou muito também”, destacou.

A pequena Ana Beatriz Ortega, de 9 anos, disse que, apesar de ter escolhido a profissão de botânica, não pretende mais parar de dançar. “A gente fica mais solta e tem uma leveza maior”, concluiu.