Campo Grande, MS
quinta-feira, 13 de maio, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > INTEGRAÇÃO ENTRE AS COMUNIDADES MARCAM A 13ª EDIÇÃO DOS JOGOS URBANOS INDÍGENAS DE CAMPO GRANDE

INTEGRAÇÃO ENTRE AS COMUNIDADES MARCAM A 13ª EDIÇÃO DOS JOGOS URBANOS INDÍGENAS DE CAMPO GRANDE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Integração das comunidades indígenas por meio do esporte marcou a 13ª edição dos Jogos Urbanos Indígenas de Campo Grande promovido pela Prefeitura de Municipal neste domingo (28) no Parque Ecológico do Sóter. Em virtude da chuva que caía desde a madrugada, a solenidade de abertura foi cancelada, porém não foi motivo para desanimar os participantes e todas as competições foram mantidas.

IMG_8435

Além das disputas nas modalidades de Voleibol 4×4, Arco e Flecha, Futebol Sete, Futsal Feminino, Atletismo, Lança, Cabo de Guerra, este ano o evento apresentou a exposição de cultura indígena regional e espaço kids com Projeto Brincalhão.

O prefeito Marquinhos Trad compareceu durante os jogos e lembrou que Mato Grosso do Sul tem a segunda maior população indígena do país, e Campo Grande possui a característica de comunidades indígenas organizadas dentro da cidade. Nesse sentido, instituições de políticas públicas como as focadas no esporte ajudam na integração das diferentes populações e etnias.

 “Representa a integração, união e o fortalecimento das comunidades reforçando a importância de buscarem não a competição, mas sobretudo o entrelaçamento e o conhecimento dos moradores indígenas dentro de nossa cidade. Campo Grande cresceu muito e há comunidades que não se conhecem entre si, índios de bairros como o Dalva de Oliveira que não conhecem os seus patrícios do Novo Dia”, explicou.

IMG_8357

Com o objetivo de incentivar a prática esportiva e a valorização da identidade indígena, o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, destacou que a competição, realizada pelo terceiro ano consecutivo, atraiu quase 700 pessoas. “Ficaram quatro anos parados. No primeiro ano fizemos um torneio menor, mas no ano passado veio com tudo e este ano está sendo um sucesso porque teve mais gente inscrita de 15 comunidades”, exaltou.

Representante da Aldeia Indígena Marçal de Souza na competição do cabo de guerra, a subsecretária de Políticas Públicas para a População Indígena do Estado de Mato Grosso do Sul, Silvana Terena, considera que estes jogos resgatam e revitalizam a cultura indígena no trabalho desenvolvido pela atual gestão na Capital.

IMG_8445

“Acredito que essa celebração dos jogos da nossa Capital com uma comunidade formada por aproximadamente 10 mil índios, é um ato de reconhecimento como cidadãos campo-grandenses pelas autoridades para os povos indígenas. É uma tradição da nossa cultura, onde medimos nossas forças. Mas não em uma competição, e sim em uma celebração”, afirmou.

As partidas aconteceram simultaneamente durante todo o dia. Ao todo, os jogos reuniram 685 atletas de 15 comunidades de Campo Grande.