Campo Grande, MS
quarta-feira, 16 de junho, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > INTERAÇÃO E MEIO AMBIENTE SÃO REMÉDIOS NATURAIS PARA TRATAR O EMOCIONAL

INTERAÇÃO E MEIO AMBIENTE SÃO REMÉDIOS NATURAIS PARA TRATAR O EMOCIONAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Existe uma luz, e ela não está no fim do túnel, está na natureza, e quase sempre a menos de um metro de distância de nós. A interação e o contato com a natureza funcionam como terapia medicinal para tratar as emoções, que muitas vezes nos cegam e nos fecham em um quarto escuro.

Ações de incentivo à cultura, bem estar social e mental e preservação do meio ambiente promovidas na manhã desta quarta-feira (19) pela Prefeitura Municipal de Campo Grande por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), juntamente com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) e Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), na Praça da Vila Margarida, reforçam tal eficiência.

A apresentação do coral formado por aproximadamente 70 pacientes dos Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), bem como a participação com danças e músicas do adolescentes das demais unidades, fruto do projeto Culturalmente, mostra a evolução da cura para de pessoas que lutam contra as doenças mentais.

“Depois que eu comecei a participar do coral e das outras atividades que acontecem no CAPS eu passei a me sentir bem melhor. O convívio e a interação com os outros pacientes, além dos benefícios da música e do canto, por exemplo, foram fundamentais para eu buscar ser melhor e continuar lutando também. Hoje eu me sinto abraçada e parte desta família”, diz Adeni de Oliveira. Ela é uma das usuárias do CAPS Vila Margarida e conta com a assistência desde 2014.

Para a bióloga da Divisão de Fiscalização de Áreas Verdes e Posturas Ambientais da Semadur, Gisseli Giraldeli, a arborização urbana é um dos elementos mais importantes da cidade, além de levar benefícios para a saúde emocional das pessoas.

“Abraçar uma árvore ou toma um banho de florestal é comprovadamente benéfico para as emoções. Contemplar a natureza faz bem. As arvores melhoram o clima e a drenagem, que são elementos importantes em nossas vidas”, explica.

A coordenadora e secretária-adjunta da Sectur Laura Miranda enfatiza que o projeto Culturalmente surgiu de forma despretensiosa, mas hoje é tido como a pupila dos olhos da secretaria. “O Culturalmente atua como um atendimento social, de valor a vida, preventivo. Descobrimos novos talentos por meio desta iniciativa e nosso objetivo é diminuir o uso de medicamentos por meio da arte, além de descobrir novos talentos”, comenta.

Marcelo Vilela, titular da Sesau, reitera o valor da cultura enquanto ferramenta de socialização. “Ajuda na transformação da pessoa,e a atende em seu sofrimento, a acolhe”, pontua.

Alunos do Centro de Educação Infantil Paulo Siuf também participaram do projeto.

Dia da Árvore

Dia 21 de setembro comemora-se o Dia da Árvore e ter distribuído e plantado mudas na manhã de hoje foi mais um ato da Semana da Árvore, organizada pela Semadur.

“Este é um trabalho ambiental que nós estamos levando às escolas para formação e conhecimento das crianças. Campo Grande é uma das cidades mais arborizadas dos país e nós cumprimos a legislação com o plantio de árvores em cada um dos imóveis que estão sendo construídos. É indiscutível o plantio de árvores na Capital. Além do valor da sombra, a árvore ajuda na diminuição da temperatura e também ajudam muito na drenagem com a retenção das águas nos períodos chuvosos”, concluiu Luis Eduardo, secretário da Semadur.