Campo Grande, MS
segunda-feira, 29 de novembro, 2021

Educação

Mídia CG > Educação > MOSTRA CULTURAL FAZ RETROSPECTIVA DE PROJETOS DA ESCOLA VANDERLEI ROSA

MOSTRA CULTURAL FAZ RETROSPECTIVA DE PROJETOS DA ESCOLA VANDERLEI ROSA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Os projetos pedagógicos desenvolvidos durante o ano pela escola Professor Vanderlei Rosa de Oliveira foram destacados neste sábado (24), em mostra cultural que também deu continuidade às comemorações dos 20 anos da escola. A direção, junto aos alunos, organizou uma exposição com trabalhos artísticos que envolveram todos os 1,4 mil estudantes da Educação Infantil ao Ensino Fundamental.

3c877797-7bcc-4a8c-90ef-0703c4b37ce6O evento retratou projetos que foram desde o incentivo a sustentabilidade até exposição de telas com releitura de obras de artistas regionais e internacionais renomados. Uma sala específica contando a história do professor Vanderlei Rosa e da unidade, que conta com 150 funcionários, foi montada para lembrar a trajetória do educador. Os 20 anos da escola começaram a ser comemorados no início do ano com uma gincana interclasses, que envolveu da Pré-Escola aos anos finais do Ensino Fundamental e arrecadou alimentos que foram doados para a instituição Cotolengo.

Também foram realizadas atividades pedagógicas narrando a história da escola e a produção de um jornal, que será lançado no dia 30 de novembro. A última fase das comemorações abertas à comunidade foi a mostra cultural que aconteceu neste sábado.

1adc2e69-a770-4ef1-a746-8af489937a5dO evento também contou com apresentações de modalidades esportivas oferecidas na unidade pela Divisão de Esporte, Arte e Cultura da Rede Municipal de Ensino (Reme), como judô e ginástica artística. Alunos da escola realizaram apresentações musicais que entreteram o público que prestigiou a exposição.

As caricaturas da diretora da unidade, Lucilene Fernandes de Oliveira Vedana e do professor Vanderlei Rosa foram alguns dos destaques nas artes plásticas, que ainda contou com um painel composto por dez telas retratando obras de pintores consagrados, por meio de uma releitura feita pelos alunos do Ensino Fundamental.

Responsável pelas caricaturas, o aluno Vitor Alexandre da Silva, do 9º ano, disse que ficou feliz em ter a oportunidade de desenvolver o trabalho, já f859083d-282b-40fa-8dbe-3b46a2ebeb5aque descobriu o gosto pelo desenho através dos mangás (desenhos japoneses) aos dez anos de idade. Para Vitor, além de resgatar a história da escola, os eventos comemorativos estimulam o surgimento de talentos diversos. “É uma chance que temos para mostrar nossas habilidades. Nós ficamos incentivados a seguir carreira na área artística”, afirmou.

O aluno Carlos Henrique Roque da Conceição, também do 9º ano, que participou da elaboração do jornal comemorativo aos 20 anos da escola, conta que o grupo fez uma série de visitas a instituições e museus para resgatar a história da unidade e do professor Vanderlei Rosa. “Todo esse trabalho foi importante porque não podemos deixar o espírito da escola morrer. Acredito que aprendemos a valorizar mais o lugar onde estudamos e o aprendizado fica mais empolgante”, destacou.

05db0208-9e3c-4676-b4e3-fd41afa8bdcfProduto de um trabalho multidisciplinar, a mostra cultural retratou projetos desenvolvidos desde a literatura até a matemática, passando pelas artes. Coordenadora dos trabalhos, a professora Simone Regina de Godoi, disse que a comunidade se empenhou para a realização do evento, já que a maioria conhece a realidade do bairro. “Foi maravilhoso porque todas as crianças são muito dispostas a aprender novidades, são curiosas. Eu dei a elas o máximo de liberdade criativa porque a pessoa que tem essa qualidade, tem um pensamento diferente e estará sempre à frente de seu tempo. As obras serviram apenas como inspiração, pois cada um teve seu próprio olhar na hora de produzir”, explicou a professora.

Para a diretora Lucilene Fernandes, a participação da comunidade escolar foi fundamental para o sucesso dos eventos comemorativos. “Nossos pais são muito participativos, se envolvem mesmo nas atividades propostas. Isso é muito importante porque as crianças se sentem valorizadas, por isso sempre buscamos trazê-los para dentro da escola”, disse.