Campo Grande, MS
quarta-feira, 24 de fevereiro, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > NA SEMANA DOS DIREITOS HUMANOS, PALESTRA EM ESCOLA ABORDA PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO RACIAL

NA SEMANA DOS DIREITOS HUMANOS, PALESTRA EM ESCOLA ABORDA PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO RACIAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Preconceito, discriminação racial, racismo e educação para as relações raciais foram os temas discutidos nesta terça-feira (4), por 120 estudantes do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Professora Lenita de Sena Nachif, localizada no Bairro Jardim Centro-Oeste. A atividade faz parte da Semana dos Direitos Humanos, realizada pela Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos (SDHU), vinculada a Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais (Segov).

400A3548O subsecretário de Defesa dos Direitos Humanos, Ademar Vieira Junior, fez questão de comparecer à palestra, ministrada pela responsável pela Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura, Rosana Anunciação Franco, para deixar sua mensagem aos estudantes da Reme.

“Promovemos essas rodas de conversa nas escolas para lembrar que está nas mãos de vocês a mudança de comportamento para eliminar o preconceito e o racismo. E, somente com a mudança de comportamento desde cedo é que podemos nos tornar exemplo para outras pessoas, a fim de despertar a consciência em relação a esse problema”, disse o subsecretário.400A3562

Para a aluna do 4º ano, Maria Clara Souza, 9 anos, trazer o tema para discussão nas escolas é bastante positivo. Ela conta que já sofreu preconceito e que a experiência é bastante negativa. “Já fui desrespeitada pelos meus colegas e na hora me senti muito triste. Acho importante as pessoas irem até as escolas para lembrar a todos que o preconceito não leva a nada, a não ser deixar o outro triste”, relatou.

Já o estudante Cesar Lucas, 10 anos, também do 4º ano, disse que procura sempre apoiar seus colegas quando observa que estão sendo vítimas de qualquer tipo de preconceito. “Eu não gosto de ver alguém despeitando outra pessoa, principalmente se o motivo forem as características físicas. Quando percebo algo já vou até a pessoa e falo para ela não ligar, que quem fala maldade não 400A3556merece a nossa atenção”, ressaltou o jovem estudante.

A diretora da Escola Municipal Professora Lenita de Sena Nachif, Maria Cupertino de Souza, disse que a iniciativa ajuda no desenvolvimento e formação da personalidade crítica dos estudantes. “Esse tipo de evento, em que coloca em pauta um tema tão sério, é muito importante para o desenvolvimento intelectual de nossos alunos como seres humanos, no que se refere ao respeito ao próximo, e ao conhecimento quanto a uma sociedade mais justa e igualitária”.

Durante a palestra, a coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura convocou os estudantes para uma 400A3569mudança de comportamento. “Ninguém pode mudar o outro, mas podemos controlar nossas próprias atitudes. Um simples apelido que damos ao colega, ou brincadeiras ofensivas são tipos de preconceito. Precisamos repensar nossas ações e brincadeiras. Ninguém nasce racista, então, que tal continuarmos a ser apenas crianças, com toda a nossa pureza?!”, finalizou Rosana.

Como parte da programação da Semana dos Direitos Humanos, até a próxima sexta-feira estarão acontecendo diversas ações, por meio de palestras, seminários, rodas de conversa,  com a finalidade de promoção e garantia dos Direitos Humanos, compreendendo a atuação na promoção e na defesa da cidadania e fortalecimento das políticas públicas aplicadas à população em maior vulnerabilidade social, inclusão social, integração dos povos, promoção da igualdade e no enfrentamento à discriminação, compreendendo também a atuação pela valorização de suas culturas e valores.