A Polícia Militar Ambiental (PMA) e o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) deram início a Operação Piracema, que é quando todos os rios que cortam o território de Mato Grosso do Sul estarão sendo fiscalizados, em função do período de reprodução dos peixes.

O sub-comandante da PMA, Major Cleiton Douglas da Silva explicou que a estratégia de fiscalização será a que tem dado certo em todos os anos.

Exemplo da eficácia da estratégia de monitoramento dos cardumes é que a média de pescado apreendido tem sido de uma tonelada, com média de 60 pescadores presos, desde que ela foi adotada.

Os policiais instalados em postos fixos de cachoeira ou corredeira, farão uso dos drones e assim podem monitorar outros pontos semelhantes.

Na operação 2019-2020, foram presas 55 pessoas com 859 quilos de pescado e aplicados R$ 105 mil em multas.