Após 20 anos vivendo na irregularidade, 215 famílias de Bodoquena receberão o título de propriedade de seus imóveis por meio do Programa de Regularização Fundiária. Equipe da Prefeitura de Bodoquena protocolou hoje (18), na Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), o levantamento topográfico georreferenciado do Loteamento Santo Afonso, onde o trabalho está sendo desenvolvido.

Segundo o assessor técnico da Agehab, Madson Ramão, o próximo passo será a aprovação do projeto na Prefeitura e o encaminhamento para o cartório de registro de imóveis, para então os beneficiários receberem a titulação dos imóveis.

“Ressaltamos que o trabalho é uma parceria entre a Agehab, Agraer e a Prefeitura. Ambos não mediram esforços para empenhar o trabalho de regularização fundiária para moradores que há anos aguardam a documentação”.

O levantamento das famílias que moram no loteamento foi feito in loco pela coordenação habitacional da Prefeitura, após a assinatura do termo de acordo e parceria assinado pela administração municipal e a diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Lopez, no ano passado.

Para Maria do Carmo, a regularização dos imóveis trará segurança para as famílias e valorização aos imóveis. “Com a titularidade, as moradias serão de direito dos moradores, garantindo segurança jurídica e a valorização da área”.

Além dos moradores do Loteamento Santo Afonso, famílias da Vila Moreira e Vila Sol Nascente também serão beneficiados com a Regularização Fundiária na próxima etapa. Ao todo, 739 imóveis serão regularizados.