Campo Grande, MS
quinta-feira, 27 de janeiro, 2022

Notícias

Mídia CG > Notícias > PREFEITO SANCIONA LEI QUE PROÍBE A CONTRATAÇÃO DE PESSOAS CONDENADAS PELA LEI MARIA DA PENHA

PREFEITO SANCIONA LEI QUE PROÍBE A CONTRATAÇÃO DE PESSOAS CONDENADAS PELA LEI MARIA DA PENHA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Lei nº 6.194, de 30 de abril de 2019, sancionada pelo prefeito Marquinhos Trad e publicada nesta quinta-feira (2) no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), veda a nomeação para cargos em comissão de pessoas que tenham sido condenadas pela Lei Federal n. 11.340 – Lei Maria da Penha, no âmbito do Município de Campo Grande – MS.

De acordo com a lei, que entra hoje em vigor, fica vedada a nomeação, no âmbito da Administração pública direta e indireta e Câmara Municipal, do Município de Campo Grande – MS, para todos os cargos efetivos ou em comissão de livre nomeação e exoneração, que inicia com a condenação em decisão transitada em julgado, até a comprovada reabilitação criminal.

Ao sancionar a lei, o prefeito Marquinhos Trad destacou que a medida é uma contribuição à luta contra a violência, que não deve ser apenas da mulher, mas de toda a sociedade. “Ações como esta estabelecem limites e intimidam possíveis agressores. Elas diminuem a impunidade, ampliam a discussão sobre um tema muito importante, que muitas vezes ficam restritos aos lares, onde mulheres têm medo ou vergonha de denunciar”.

A subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stephanini ressaltou a importância da medida. “É importante no sentido de sinalizar para toda a sociedade que nós não conviveremos com essa situações de homens agressores que são processados, julgados e condenados, no sentido deles refletirem e entenderem que essa situação acaba gerando outras consequências na sua própria vida”.

A titular da Semu disse que, além da dor física e emocional geradas para a mulher que é vítima da agressão, medidas como essa lei garantem que esses agressores também sofram consequências graves no ponto de vista da vida civil dele próprio. “São iniciativas que demonstram que a sociedade está reagindo a esses homens que são responsáveis pela violência contra a mulher”.