As equipes que compõem o Grupo de Trabalho multidisciplinar de técnicos do projeto de educação ambiental da requalificação levaram informação sobre as novas interdições em decorrência das obras de uma forma lúdica e divertida, usando teatro e música da Trupe Chico Maria.

Além de avisos sobre as interdições, a equipe sensibilizou sobre a velocidade indicada para o trânsito na região, que é de 30km/h, e distribuiu panfletos sobre o projeto que está transformando a área central, de requalificação. A ação teve apoio dos agentes da Agetran, Guarda Civil Municipal (GCM), Batalhão Municipal de Polícia de Trânsito (BMPTRAN) e Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran/MS). Iniciativas como esta serão intensificadas para orientar os motoristas com antecedência e evitar congestionamentos.

“A aceitação da população tem sido bem positiva. Quando você utiliza do teatro, das artes, de uma forma leve, ela aponta a importância de compreender que o trânsito é um espaço coletivo. O comportamento de cada um reflete diretamente na segurança do outro. Sempre que é feita uma abordagem educativa, a população compreende que é uma conversa direta e sincera, que envolve várias pessoas, para fazer o bem comum. Não é para atender a pressa, quem deve chegar primeiro, nem para apontar culpados. A educação para o trânsito, nessa forma criativa, é aceita porque colocamos todos com direitos e deveres, onde todos ganham quando se cumpre as regras. Juntos nós preservamos vidas, salvamos vidas, e desejamos que todos voltem em segurança para suas casas no final do dia”, afirma a chefe de Educação para o Trânsito da Agência Municipal de Transporte e trânsito da Capital, Ivanise Rotta.

Grupo de Trabalho

Além da Agetran e UGP, o Grupo de Trabalho de educação ambiental conta com representantes da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (PLANURB), Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECTUR), e a Solurb CG – Soluções Ambientais, representando a sociedade civil.

Este Plano de Implementação considera três vertentes de atuação: educação ambiental e cidadania; educação patrimonial; e educação para o trânsito. Até agora foram feitas mais de 100 ações que visam mitigar os impactos ambientais negativos e potencializar os positivos durante as obras de requalificação.

Andamento das obras

Com mais de 70% dos trabalhos concluídos, as obras do Programa Reviva Campo Grande se concentram cada vez mais nas principais vias do centro da cidade. O planejamento da Prefeitura foi de começar pelas regiões periféricas contempladas no projeto para manter o microcentro ativo e garantir o pleno desempenho do comércio às vésperas do Natal passado. Agora, próximo da finalização das intervenções, as ruas do “miolo” recebem os últimos serviços.

Novas interdições

Após a liberação da Rui Barbosa com a 15 de Novembro, prevista para esta segunda-feira, amanhã, terça-feira (14), as equipes seguem para o cruzamento da Rui Barbosa com a Avenida Fernando Corrêa da Costa para obra de remendos superficiais. O fechamento será total da pista no sentido Ernesto Geisel. A pista sentido Padre João Crippa ficará totalmente liberada. A previsão de liberação é para quarta-feira (15).

Para esta terça (14) também está prevista a interdição parcial do cruzamento da Rua Marechal Rondon com a Arthur Jorge, onde será executada obra de remendos superficiais. A previsão é liberar no dia seguinte, quarta-feira.

Outro trecho que passará por obras nesta terça (14) será a Rua: Rui Barbosa, entre as Ruas Jornalista Belizário Lima e Luís Cecíliano, que ficará totalmente fechada para obras de drenagem. A previsão de liberação é no sábado (18).

O cruzamento da rua Rui Barbosa com a Av. Fábio Zahran ficará totalmente fechado para obra de recapeamento nesta terça (13). A previsão é que o trecho seja liberado no final do dia.