Campo Grande, MS
sexta-feira, 27 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > PREFEITURA HOMENAGEIA 40 PESSOAS E ENTIDADES COM “PRÊMIO DIREITOS HUMANOS”

PREFEITURA HOMENAGEIA 40 PESSOAS E ENTIDADES COM “PRÊMIO DIREITOS HUMANOS”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais (Segov) e da Subsecretaria Municipal de Defesa dos Direitos Humanos, promoveu no auditório da Câmara Municipal de Campo Grande a 2ª edição do “Prêmio Direitos Humanos”. Quarenta pessoas foram homenageadas.

400A4174 (Copy)

A solenidade encerrou as atividades da 2ª Semana Municipal dos Direitos Humanos, evento alusivo ao Dia Internacional dos Direitos Humanos e ao aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promulgada pela Organização das Nações Unidas em 1948, que é comemorado no dia 10 de dezembro.

Secretário Municipal de Governo e Relações Internacionais, Antonio Cezar Lacerda Alves, parabenizou a todos pelo trabalho realizado e frisou a importância do mesmo.

“Nós temos aqui os nossos anjos, os nossos arcanjos, que são os coordenadores temáticos de populações que passam por maiores dificuldades que as demais. Esses anjos e a Subsecretaria escolheram outros que hoje serão homenageados, cada um atendendo as necessidades dos nossos irmãos que precisam de mais cuidados”, disse.

A premiação é o reconhecimento do trabalho realizado pelas pessoas e entidades na luta pela dignidade inerente à pessoa humana e seus direitos iguais e inalienáveis. A importância deste reconhecimento se dá devido ao desrespeito pelos direitos humanos que resultam em atos que ultrajam a consciência da humanidade.

400A4162 (Copy)

Subsecretário Municipal de Defesa dos Direitos Humanos, Ademar Vieira Junior, lembrou das dificuldades de se fazer a 2ª edição do Prêmio Direitos Humanos, mas que com a ajuda de todos foi possível.

“Não foi fácil. Teve que envolver muitas pessoas para que estivéssemos aqui hoje prestigiando os 40 que foram destaque na defesa dos Direitos Humanos aqui de Campo Grande. Hoje completa 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que reuniu diversos países acertando a criação de uma organização que promovesse negociações sobre conflitos internacionais, para evitar guerras e promover a paz e a democracia e fortalecer os Direitos Humanos. Mas apesar disso, vemos ainda hoje os Direitos Humanos sendo violados”, disse.

Ele ainda se lembrou dos idosos que sofrem violência dentro de suas próprias casas, dos negros e dos lgbts que são assassinados diariamente em nosso país.

400A4165 (Copy)

“É por isso que é tão importante temos os Direitos Humanos em pauta. Porque ainda é preciso fazer muito”, disse

Representando os homenageados do dia, Daniela de Castro Duarte, da Associação Movimento Mãe Águia disse que era com alegria, satisfação e emoção que estava ali em nome de todos.

“Esse prêmio simboliza sim o reconhecimento, mas nos traz a responsabilidade com o nosso público e o nosso trabalho, que é feito com amor e dedicação. Que seja não somente hoje, mas diariamente em todos os espaços que estejamos trabalhando com muita dedicação pelas minorias, por aqueles que realmente precisam, pois todos os seres humanos nascem com direitos iguais e é responsabilidade de todos nós fazermos com que as minorias sejam atendidas, para que a rede de atendimento seja melhorada”, afirmou.

400A4239 (Copy)

Foram homenageados 40 indicados pelos conselhos, fóruns, comitês e coordenadorias da Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos, além da assinatura do decreto de lei que institui o Prêmio no município de Campo Grande. Os premiados receberam uma placa e certificado.

Homenageados pelo Prêmio Direitos Humanos edição 2018

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Campo Grande – MS, Glaucia Lopes, Mayza dos Reis Rodrigues, Lizabete Coutinho de Lucca, Ari Fernando Bittar, Henrique Dias, Fabio da Rocha e Silva Ferreira, Joel Lidio Faustino, Bernardino Fialho, Enéas José de Carvalho Netto, Sergio Antônio da Silva – Sr. Michel, Josimar de Araújo, Fábio Trad, Pedro Nicolich – Fed. Cigana, IN MEMORIAN de Oritildes Silva, Martinez. Representada por: Alexandra Martinez, Instituição Cidade dos Meninos, Instituto de Desenvolvimento, Humano, Social, Econômico e Cultural “Maná do Céu Para Os Povos”, Centro de Integração da Criança e do Adolescente – CICA, Associação Renasce a Esperança, Lucineide de Fátima Belintano, Rede de Supermercado Comper, Universidade da Melhor Idade – UCDB, Pastoral da Pessoa Idosa, Associação Recanto São João Bosco, Centro de Convivência do Idoso – Adalgisa de Paula Ferreira/Vovó Ziza, Associação Movimento Mãe Águia, Juiza Katy Braun do Prado, Lar do Pequeno Assis, Marco Polo Siebra, Clube Desbravadores, Silvio Miguel de Jesus do Nascimento Borges, Shirlei Izilda Mendonça de Aguiar, Carlos Thiago Nogueira Nantes, Marli Aparecida Martins Mattos, Takao Moribe, Diego Rodrigues, Eloisa Freitas, André Luiz Stella “Deko Giordan”, Ulysses Conceição Filho, Lauro Lourenço.

400A4147 (Copy)

Brasil Mais Inclusão

Ganhador do prêmio Brasil Mais Inclusão, Joel Faustino, falou da importância de não desistir.

“Às vezes pode ter recebido uma palavra negativa na tua vida, mas Deus já escreveu a história para cada um de nós. Cabe a nós nunca desistir! Eu criei esse projeto que muitos falaram que não iria chegar a lugar algum, e ele chegou a Brasília e foi reconhecido nacionalmente. Atendemos 2.100 pessoas que perderam a perna em Campo Grande”, disse.

O Prêmio Brasil Mais Inclusão é uma homenagem a empresas, entes federados (União, Estados e Municípios), entidades (ONGs, OSCIPs) ou personalidades que tenham realizado ações em prol da inclusão de pessoas com deficiência ou sejam, elas próprias, exemplos de vida e superação. É concedido anualmente, durante a semana em que se comemora o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência (21 de setembro).

Os dez vencedores do “Prêmio Brasil Mais Inclusão” são contemplados com diplomas de menção honrosa. Metade da premiação é dedicada às empresas, ONGs e entidades, que concorrem na categoria “Mérito João Ribas”. A partir de 2017, a categoria que inclui Personalidades e Entes Federados passou a ser chamada de categoria “Mérito Darci Barbosa”.