Campo Grande, MS
domingo, 23 de janeiro, 2022

Notícias

Mídia CG > Notícias > PREFEITURA PROMOVE FEIRA DE ECONOMIA CRIATIVA NA PRAÇA BELMAR FIDALGO

PREFEITURA PROMOVE FEIRA DE ECONOMIA CRIATIVA NA PRAÇA BELMAR FIDALGO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Prefeitura de Campo Grande promove, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia, a feira Arte da Gente, evento voltado para fomentar a economia criativa na Capital. A feira será realizada na quarta e quinta-feira (8 e 9), na Praça Esportiva  Belmar Fidalgo, das 9h às 21h.

IMG_0146 (Copy)

Arte da Gente vai contar com a participação de 32 empreendedores, sendo 14 artesãos, 6 designers e 12 empreendedores da gastronomia e nutrição com alimentos gourmet e fitness com a exposição e comercialização  de seus produtos artesanais. Na ocasião, o público poderá ter orientações de nutricionistas e aferição de pressão no Espaço Saúde que será montado no local.

A secretária adjunta da Sedesc, Mara Bethânia Gurgel, destaca a importância da feira para o mercado local por procurar valorizar, abrir e fortalecer o espaço para artesãos, artistas visuais, profissionais da gastronomia, designers, estilistas e outros artistas de diversas expressões.

De acordo com o Sebrae, a Economia Criativa é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. A indústria criativa estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, enquanto promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano.

A Economia Criativa abrange os ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade, cultura e capital intelectual como insumos primários.

IMG_0187 - Copia (Copy)

Segundo o professor e pesquisador,  Leonardo De Marchi, a ideia de economia criativa tem sido adotada por diversos governos e organizações internacionais como diretriz de políticas públicas para os setores de comunicação e cultura. “Implícita em seu conceito está uma perspectiva que rearticula a relação entre cultura, economia e sociedade”, explica.

Os segmentos criativos podem ser alinhados de acordo com suas afinidades setoriais em quatro grandes áreas: Consumo (design, arquitetura, moda e publicidade)  Mídias (editorial e audiovisual),  Cultura (patrimônio e artes, música, artes cênicas e expressões culturais e Tecnologia (P&D, biotecnologia e TIC).

Para realizar a feira, a Sedesc conta com a parceria da Fundação Municipal de Esportes e do Sicredi.