Campo Grande, MS
domingo, 9 de maio, 2021

Educação

Mídia CG > Educação > PROFISSIONAIS DA SEMED PARTICIPAM DE PALESTRAS SOBRE EXPLORAÇÃO SEXUAL

PROFISSIONAIS DA SEMED PARTICIPAM DE PALESTRAS SOBRE EXPLORAÇÃO SEXUAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

O combate a exploração sexual de crianças e adolescentes foi o tema da palestra ministrada na noite desta quinta-feira (16) para profissionais da Rede Municipal de Ensino (Reme), que marcaram presença no evento alusivo ao Maio Laranja, direcionada aos diretores das unidades escolares e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O tema foi abordado pelo professor Domício Júnior, que atua na área de formação de liderança corporativa e falou sobre o aumento dos casos de abuso e também a importância de discutir o tema nas escolas, envolvendo toda a comunidade escolar.

Semed1

Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos apontam que a cada oito minutos uma criança é abusada no país. Além disso, 80% dos crimes ocorrem em ambiente familiar e apenas 2% são denunciados, segundo o órgão.    “O Estado é um dos líderes tanto na prática quanto na denúncia de abusos. Mesmo assim, para algumas famílias, a denúncia é complicada porque em muitos casos ela é praticada pela pessoa que sustenta a casa”, disse o palestrante.

O professor ainda pondera que as vítimas de abuso, exploração ou assédio sexual constantemente desenvolvem transtornos como depressão, solidão e angústias, por isso a necessidade de abordar o assunto durante todo o ano. “O Maio Laranja é só para pontuar a questão, mas é preciso ter um trabalho contínuo nas escolas”, frisou.

Também participou do evento, Alexandro Leal, auxiliar de coordenação do projeto Nova, que assiste vítimas de violência e abuso sexual e que após a palestra, esclareceu dúvidas dos profissionais da Reme e falou sobre o trabalho do grupo.

Ações

Na Reme, as ações de conscientização sobre o tema são desenvolvidas nas unidades escolares por meio da Superintendência de Gestão e Normas (Sugenor), que desenvolve projetos com os alunos das unidades escolares. O  gerente de Gestão da Educação Básica, Heraldo Stockler Bojikian explica que a temática também é abordada por meio do projeto “Valorização da Vida”, criado ano passado e desenvolvido nas escolas.

O projeto já capacitou os profissionais da Reme sobre como identificar os sinais de depressão entre os alunos e no momento leva a equipe de psicopedagogas para desenvolver atividades nas unidades que solicitam apoio.

A ação ainda desenvolve palestras voltadas a temática da depressão e já atendeu 1172 alunos e 590 professores da Rede. “Essas palestras são importantes porque as diretoras podem replicar com suas equipes o conteúdo”, ponderou.

A Semed também possui parceria com a Casa da Mulher Brasileira, órgão federal que atua na proteção da mulher.

Na opinião da diretora Claudeci de Almeida , da escola Professor Licurgo de Oliveria Bastos, ações sobre o tema atualizam os profissionais sobre as estatísticas atuais e promove novos encaminhamentos de atividades. “Essas discussões nos dão novas ideias para articular atividades na escola de modo que a gente possa diminuir os números de assédio na infância. Toda vez que participamos de um debate temos uma ideia do que fazer, já que nosso papel é incentivar as denúncias”, afirmou.