Campo Grande, MS
quinta-feira, 6 de maio, 2021

Educação

Mídia CG > Educação > PROGRAMA ESCOLA SEGURA DEVE CONTAR COM PARTICIPAÇÃO DE 60 ESCOLAS DA REME EM SUA 8ª EDIÇÃO

PROGRAMA ESCOLA SEGURA DEVE CONTAR COM PARTICIPAÇÃO DE 60 ESCOLAS DA REME EM SUA 8ª EDIÇÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A oitava edição do Programa Escola Segura, evento coordenado pela Agetran ( Agência Municipal de Transporte e Trânsito) em parceria com órgãos de segurança, deverá contar, neste ano, com a participação de pelo menos 60 escolas da Reme (Rede Municipal de Ensino). Segundo a chefe da Educação para o Trânsito da Agetran, Ivanise Rotta, em 2018, 54 escolas da Rede aderiram ao programa e este ano a meta é ampliar em 10% essa participação.

SONY DSC

O lançamento da oitava edição do programa aconteceu nesta quarta-feira (13), no Centro de Formação da Semed, que também é parceira do projeto através da Divisão de Educação e Diversidade, que acompanha as ações nas escolas. Durante a apresentação do programa, profissionais da rede pública e privada de Educação, participaram de uma capacitação para conhecer o cronograma e as ações desenvolvidas pela Agetran e órgãos de segurança nas unidades.

“O objetivo é criar um sistema educacional que tenha capacidade de se integrar no cotidiano da escola visando à segurança viária por meio de ações contínuas de educação para o trânsito em toda comunidade escolar e entorno”, mencionou Ivanise. O programa Escola Segura desenvolve atividades voltadas à temática “Trânsito no Contexto Atual”, propostas pelos órgãos do Sistema Nacional e Trânsito complementadas com atividades pontuadas pela Divisão de Educação para o Trânsito da Agetran em parceria com a Semed.

O projeto ainda consiste em revitalizar a sinalização horizontal e vertical no entorno da escola e em capacitar os técnicos e professores da comunidade escolar inserida neste programa, premiando os projetos ao final do ano letivo com o selo bronze, prata ou ouro.

Durante todo o ano, as escolas que participam Programa Escola Segura recebem dez ações levadas pela Agetran e que têm o trânsito como temática . Os alunos devem realizar atividades e projetos com base no que aprenderam nessas ações consideradas proativas junto à comunidade escolar. No final do ano é realizado um evento para premiar as melhores iniciativas.

Mudanças

Presente na abertura do evento, a secretária-adjunta de Educação, Soraia Campos, destacou a importância das unidades aderirem ao programa. “Toda parceria vem para somar e essa temática é fundamental que seja discutida com seriedade na comunidade escolar”, disse.

SONY DSC

O superintendente de Políticas Educacionais da Semed, Waldir Leonel, destaca o trabalho de união entre as secretarias municipais no sentido de atuarem juntos no desenvolvimento de projetos educacionais.  “É muito importante porque é na escola que conseguimos falar para toda a comunidade e levar esse saber, mudando as atitudes”, ressaltou.

Na escola do campo “José do Patrocínio”, as ações do Escola Segura já surtem efeito. A unidade aderiu ao projeto há um ano e segundo a orientadora educacional da escola, Marcia Vicente Ferreira, o comportamento dos alunos mudou quanto a segurança no transporte escolar. “Eles entram no ônibus e colocam o cinto sem a necessidade do motorista pedir e ainda fiscalizam se os colegas estão utilizando”, revelou.

Ela conta que o fato de a escola estar situada às margens da BR-163 estimulou o trabalho de conscientizou na unidade, por isso a escolha em aderir ao programa.  A direção da unidade foi além e firmou uma parceria com a concessionária CCR MSVia, que administra a rodovia. De acordo com a orientadora, a empresa, em parceria com os alunos, realiza ações para alertar a comunidade sobre a importância de respeitar a legislação de trânsito.