Campo Grande, MS
sábado, 24 de julho, 2021

Política

Mídia CG > Política > Quadro de presidente continua evoluindo, mas sem previsão de alta

Quadro de presidente continua evoluindo, mas sem previsão de alta

Fonte: Agência Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

O presidente Jair Bolsonaro apresenta evolução clínica considerada satisfatória, segundo o boletim médico divulgado no início da tarde de hoje (16). Bolsonaro está internado desde a noite de quarta-feira (14) no Hospital Vila Nova Star, após apresentar um quadro de obstrução intestinal.

Ainda de acordo com o informe da equipe médica, o presidente passa bem, mas não há previsão de alta. Ontem (15) foi feita a retirada da sonda nasogástrica com a perspectiva de que hoje fosse retomada a alimentação oral.

Mais cedo, o presidente despachou com o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, por videoconferência. O ministro publicou uma foto em seu Twitter onde aparece trabalhando em frente ao telefone celular por onde fazia a vídeochamada com o presidente.

<blockquote class=”twitter-tweet”><p lang=”pt” dir=”ltr”>Deus à frente de tudo! ELE salvou a vida de <a href=”https://twitter.com/jairbolsonaro?ref_src=twsrc%5Etfw”>@jairbolsonaro</a> e o colocou como Presidente do 🇧🇷. Hoje, mais um dia de alegria que Deus nos concede. PR muito bem, de volta ao trabalho e já em despacho com a Casa Civil por videoconferência. Obrigado aos brasileiros q oram por ele.💪🏼🇧🇷 <a href=”https://t.co/24HrE1cZgH”>pic.twitter.com/24HrE1cZgH</a></p>&mdash; Ministro Luiz Ramos (@MinLuizRamos) <a href=”https://twitter.com/MinLuizRamos/status/1416045590119600131?ref_src=twsrc%5Etfw”>July 16, 2021</a></blockquote> <script async src=”https://platform.twitter.com/widgets.js” charset=”utf-8″></script>

Pela manhã, Bolsonaro havia divulgado uma foto em seu Instagram na qual aparece caminhando no corredor do hospital segurando o suporte para soro. “Em breve de volta a campo, se Deus quiser!”, escreveu na legenda da imagem.

Histórico

Na quarta-feira, Bolsonaro deu entrada pela manhã no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, com uma crise persistente de soluço e mal estar. Exames indicaram um quadro de obstrução intestinal. Por decisão do cirurgião Antonio Luiz Macedo, responsável pelos procedimentos a que o presidente foi submetido após sofrer um atentado na campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro foi transferido para São Paulo.

Ontem (15), devido ao seu estado de saúde, Bolsonaro teve de cancelar a transmissão ao vivo que costuma fazer pelas redes sociais às quintas-feiras. Ele recebeu a visita do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, e passou o dia acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.