Campo Grande, MS
sexta-feira, 27 de novembro, 2020

Saúde

Mídia CG > Saúde > RESOLUÇÃO ESTABELECE PLANO DE TRABALHO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE, ENDEMIAS E DE SAÚDE PÚBLICA

RESOLUÇÃO ESTABELECE PLANO DE TRABALHO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE, ENDEMIAS E DE SAÚDE PÚBLICA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) publicou Resolução que estabelece o protocolo de trabalho dos agentes comunitários de saúde (ACS), de combate a endemias (ACE) e de saúde pública (ASP). A normativa consta na edição do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) desta terça-feira (18), a partir da página 18.

O documento apresenta as atribuições de cada profissional em seu âmbito de atuação e estabelece parâmetros de atividades em conjunto, como realizar diagnóstico demográfico, social, cultural, ambiental, epidemiológico e sanitário em que atuam, além de desenvolver atividades de promoção da saúde na prevenção de doenças e agravos em especial aqueles mais prevalentes no território.

As visitas domiciliares devem ser realizadas com frequência com o objetivo de identificar as necessidades de saúde da população, para o monitoramento da situação das famílias e dos indivíduos do território, com especial atenção às pessoas com agravos e condições que necessitem de maior número de visitas domiciliares.

A Resolução fortalece a atuação coletiva dos três profissionais na promoção de saúde para a população da área de atuação da equipe. Porém, os ACSs devem realizar pelo menos uma visita domiciliar mensal a todas as famílias da sua área de abrangência, além de outras atribuições.

Os ACEs e ASPs têm como atribuições específicas executar ações de campo para pesquisa entomológicas, malacológica ou coleta de reservatórios de doenças, realizar o cadastramento e atualização da base de imóveis para planejamento e definição de estratégias de prevenção e controle de doenças.

A Resolução apresenta, também, os modelos de formulários que cada profissional deve utilizar nas atividades rotineiras e reforça que todos eles devem se apresentar uniformizados para os trabalhos de campo e de visitação, a fim de garantir a identificação e segurança à população.