Campo Grande, MS
domingo, 29 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > SAS CAPACITOU CERCA DE 7 MIL PESSOAS EM OFICINAS E CURSOS PARA O MERCADO DE TRABALHO EM 2018

SAS CAPACITOU CERCA DE 7 MIL PESSOAS EM OFICINAS E CURSOS PARA O MERCADO DE TRABALHO EM 2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Para incentivar a geração de renda, a SAS ofereceu cursos e oficinas de capacitação e inclusão produtiva para 2.067 usuários atendidos pelos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS e Centro de Capacitação Profissional – CECAPRO. Com um mercado de trabalho competitivo, a qualificação profissional tem um importante papel na sociedade. Neste sentido, a atual administração tem colocado como prioridade a oferta de cursos e oficinas de qualificação voltados, principalmente, para moradores das regiões com maior vulnerabilidade social de Campo Grande.

Para Aline Araujo Rosa, 22 anos, que fez curso de designer de sobrancelhas, a capacitação gratuita ajudou na economia da família. “Eu já tinha ido ver cursos em outros lugares. Mas investimento sairia mais ou menos R$ 2 mil reais. Eu pude fazer o curso de graça e ainda sair com meu certificado. Foi muito importante para mim e pra minha família. Eu já trabalhava nessa área, e esse curso vai ajudar mais o meu desenvolvimento”, disse

“Foram 113 cursos e oficinas ofertados, dentre eles estavam cursos de informática, panetone e de designer de sobrancelhas. Todos eles gratuitos e com o objetivo de dar novas oportunidades para todos aqueles que decidirem ter renda extra ou uma nova profissão”, explicou Adir Diniz, Gerente de Trabalho e Ações de Cidadania.

Além de capacitação e qualificação profissional, a SAS também oferta o Programa de Acesso ao Mundo do Trabalho – ACESSUAS Trabalho, que tem como objetivo promover a integração dos usuários da Política de Assistência Social a esse universo do trabalho.

“Do Acessuas foram 582 encontros, dentre elas ciclos de oficinas e palestras, totalizando 4887 pessoas atendidas”, completou Adir.

Samir Oliveira, de 36 anos, que já realizou diversos cursos na área de culinária, fez parte da última turma de Panetone e Roscas Natalinas do Cecapro. Ele enfatiza que todos devem buscar novos meios para se manter no mercado de trabalho.

“Nós devemos sempre buscar novas formas de conhecimento. Quem não se atualiza, não tem espaço no mercado de trabalho. Se você não vai em busca de novos horizontes, você não consegue espaço. Nessa época do ano, todo mundo quer presentear os amigos e familiares, as vezes até falta o dinheiro para levar um presente. E a gente acaba indo no mercado e compra um produto caro, sem qualidade, por exemplo. Depois esse curso gratuito, o  investimento será apenas para o material. A principio estou fazendo apenas como presente, para divulgar. A gente não consegue vender um produto se as pessoas não o conhecem. Por isso, que eu comecei pelos amigos e familiares. É um QI, quem indica. Tenho certeza que assim que conhecerem vão gostar e vão fazer a encomenda.”

Para o secretário José Mário Antunes da Silva, a iniciativa da SAS não oportuniza apenas renda, mas a melhoria de vida da população. “O prefeito Marquinhos Trad sempre orientou que os gestores realizem atendimentos mais humanos, e a SAS vêm atuando em vários bairros dentro desse contexto, dando a quem precisa oportunidade de ter qualidade de vida. Esses cursos não melhoraram apenas a renda, oportunizam novas perspectivas à muitas pessoas que chegam num ponto que perdem o entusiasmo. Quem aprende uma nova atividade como a que nós oferecemos, aprende a empreender, a desenvolver habilidades que poderão ser feitas em casa, junto aos filhos, à família.”, afirmou José

Os cursos dão a oportunidade para as pessoas terem uma profissão, gerarem renda e as incentivam a crescer e progredir profissionalmente. As inscrições são realizadas no Cecapro, que fica na Rua Eveline Sellingardi, 1440 – Parque do Sol com o telefone 3314 6327 ou nas 30 unidades, dente CRAS, CC e CCI, espalhados pelas regiões da cidade, (www.campogrande.ms.gov.br/sas). É importante levar dos documentos pessoais e número do NIS. Mais informações pelo 3314- 3271.

A divulgação dos cursos é feita nas redes sociais, de porta em porta e no comércio das regiões.

O tempo de capacitação é determinado conforme a complexidade de cada modalidade, que varia de 4 a 40 horas ou mais, no período matutino  e/ou vespertino.