Campo Grande, MS
quinta-feira, 26 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > SEMADUR CERCA E SINALIZA APP DO CÓRREGO BANDEIRA PARA PRESERVAÇÃO DA REGIÃO

SEMADUR CERCA E SINALIZA APP DO CÓRREGO BANDEIRA PARA PRESERVAÇÃO DA REGIÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
APP bandeira_cerca_2

A região de Área de Preservação Permanente (APP) do córrego Bandeira recebeu cercamento e placas de sinalização. A iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) busca tanto sinalizar o local indicando a condição de área de preservação como conscientizar a população do entorno com relação a importância da região.

APP bandeira_cerca_3As medidas são um importante instrumento para a preservação do meio ambiente e  desempenham diversas funções como a proteção do solo prevenindo a ocorrência de desastres associados ao uso e ocupação inadequados. Também contribuem para a proteção dos corpos d’água, poluição das águas e assoreamento dos córregos e rios.

Outro ponto importante das ações implantadas é a manutenção da permeabilidade do solo e do regime hídrico, prevenindo contra inundações e enxurradas. Essa medida  colabora com a recarga de aquíferos e evita o comprometimento do abastecimento público de água em qualidade e em quantidade.

APP bandeira_cerca_1Estão previstas ainda na APP do córrego Bandeira o plantio de espécies arbóreas no trecho da vereda para o enriquecimento das espécies nativas e para a recuperação da área até que ela se restabeleça e tenha a vegetação recomposta. Após a consolidação das ações, as atividades continuam com o monitoramento feito pelas equipes da Semadur.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Eduardo Costa, destaca a importância das ações de recuperação e o comprometimento na manutenção das áreas de preservação. “Sabemos da importância dessas áreas para a cidade como um todo e, portanto, estamos desenvolvendo ações que preservam nosso meio ambiente. Assim como também recuperando as áreas que sofreram algum tipo de intervenção”.