Campo Grande, MS
terça-feira, 24 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > SEMED REALIZA 8º SEMINÁRIO DE ARTE E CULTURA DA REME

SEMED REALIZA 8º SEMINÁRIO DE ARTE E CULTURA DA REME

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Com o intuito de oferecer formação continuada nas linguagens de artes visuais, dança, circo, cinema, música e teatro, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou a abertura nesta terça-feira (21), prosseguindo ate do dia 23, do evento 8º Seminário de arte e cultura da Rede Municipal de Ensino (Reme).

O evento tem o objetivo de ser um espaço para reflexão, elaboração, e articulação do saber teórico-prático destas áreas de conhecimento fazendo uma relação entre as propostas teóricas e a sua aplicabilidade nas atividades do projeto como também no ensino formal.

A palestra está sendo realizada pela Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria de Educação (SUPED) e é destinada a todos os professores da Reme e aos professores do Projeto Arte e Cultura, da Divisão de Esporte, Arte e Cultura (DEAC).

Durante o período de realização do Seminário serão disponibilizadas palestras e oficinas com profissionais e especialistas na área de arte e cultura. Uma oportunidade de ampliar o conhecimento e promover troca de experiências acerca de ações pedagógicas bem sucedidas.

Nesta terça-feira (22), no primeiro dia de evento foi realizada a palestra com a temática “Técnica e saúde vocal”, com a palestrante Ana Lúcia Gaborim, e também a palestra Reflexões sobre o olhar da imagem da obra no contexto educacional, com a palestrante Lúcia Mont Serrat.

O chefe da DEAC, Marcos Lopes, ressalta o evento como uma importante ferramenta para o uso dos professores para melhoria na qualidade de ensino na Rede Municipal. “É importante que podemos trazer novos conteúdos e informações, para que nosso projeto tenha mais qualidade e que possa trazer maior interesse dos profissionais ao alunos nas escolas e na vida social”.

Marcos destacou ainda que as técnicas apresentadas são novas e que a cada ano são renovadas e os palestrantes vem de faculdades e universidades que trabalham com esse público, com o aprimoramento e aplicação de novas técnicas.

A professora de música, Ana Gaborim, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), fala da importância do curso para os profissionais da educação. “A formação é fundamental para a saúde do professor, não é só pensar em termos estéticos de ter uma voz bonita ou saber cantar, mas é para a própria saúde, que a gente sabe que se a voz é acometida problemas, isso vai gerar um problema de saúde, então é fundamental também para o sistema de educação e individual para o professor”.

A palestrante comentou também que o seminário é relevante por ser uma oportunidade onde ela pode expor para um número maior de pessoas materiais que ela utiliza como pesquisa na universidade para a melhoria da qualidade dos professores ou futuros professores.

André Tristão, professor de teatro que lecionou em várias escolas da Reme e hoje esta em um projeto da DEAC, em parceria com a UFMS para aulas de teatro para alunos da Reme, por meio de um convênio entre as duas instituições, está participando das oficinas e falou sobre a importância do seminário. “O seminário é um formato que durante em todo o tempo na Reme não tinha visto ainda e o legal é que estão oferecendo uma coisa mais palpável. Eu me interesso muito pelo conteúdo exposto. Isso é importante para dar suporte ao professor”.

Reme no Coral

Na abertura do seminário o Projeto Cultural Infanto Juvenil (PCIU), da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul,  apresentou para os convidados um coral. O Projeto trabalha com educação musical de crianças de seis a 12 anos. Alunos da Rede Municipal de Ensino participam do projeto.

A aluna da escola Municipal escola Brígida Ferraz Foz, Gabriele Nunes, 12, que participa do PCIU desde 2015, conta como é participar do projeto. “É legal. Aprendo várias notas musicais e aprendo a cantar e se soltar mais. Com o projeto estou mais tranquila e perdi a vergonha em cima do palco. Esse projeto é de graça e viajo muito com o projeto”.

Para Maria Paula, de 12 anos irmã de Gabriele, também estudante da Escola Brígida Ferraz, esta servindo para aprender canções. Sua intenção é seguir carreira. “Acho muito legal, aprendo várias canções. Isso é bom pra carreira de músico e também aprendemos músicas de outras línguas. Meus pais falam que é muito bom eu participar do coral pra eu aprender a cantar”.

Local do evento

O Seminário está sendo realizado no Espaço de Formação Lúdio Martins Coelho (CEFOR), na Semed, que fica localizado na Rua Onicieto Severo, nº 460 – Vila Margarida.

Confira a programação:

DIA 22 e 23: Oficinas

Oficina de Artes Visuais: “Papietagem”

Ministrante: Sarah Caires

Oficina de Música: “Banda de Percussão Marcial e Sinfônica – formação, orquestração e estratégias de ensino”

Ministrante: Wander Gomes da Silva

Oficina de Artes Cênicas: “Da ideia à realização: criando, concebendo, entendendo o Projeto Cultural – caminhos empreendedores”

Ministrante: Prof. Esp. Andréa Freire

Bacharel em Artes Cênicas UNIRIO e especialista em O cômico e o moderno UFRJ. Atriz, diretora, professora teatral e produtora cultural com experiência em gestão cultural, elaboração, planejamento, coordenação e execução de projetos culturais.

Oficina de Dança: Ballet Multifuncional

Ministrante: Larissa Santos Teixeira