Campo Grande, MS
domingo, 9 de maio, 2021

Saúde

Mídia CG > Saúde > SEMINÁRIO BUSCA FORTALECER TRABALHO INTERSETORIAL E POTENCIALIZAR A ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL

SEMINÁRIO BUSCA FORTALECER TRABALHO INTERSETORIAL E POTENCIALIZAR A ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A vice-prefeita, Adriane Lopes, destacou a importância da integração durante a abertura do seminário do Serviço Social. (Foto: Secreta Nantes).

Aconteceu na manhã desta terça-feira (21) a abertura do I Seminário do Serviço Social, realizado pelo Colegiado do Serviço Social da Secretaria Municipal de Saúde (SUAS/SESAU) e a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS).  A proposta é ampliar as discussões sobre o papel dos profissionais e buscar fortalecer o trabalho intersetorial através da construção de uma agenda integrada e potencializar o serviço.

Presente na solenidade de abertura, a vice-prefeita, Adriane Lopes,  destacou a importância da promoção do compartilhamento dos saberes proporcionado através do encontro de profissionais de duas pasta (Saúde e Assistência Social)), sendo a intersetorialidade  uma importante ferramenta nesta construção, uma vez que a fragmentação e a visão setorializada das políticas públicas tem demonstrado fragilidade ao longo dos anos.

“Trabalhar intersetorialmente é algo novo. No passado isso não acontecia e existia muita resistência. As responsabilidades e deveres não eram partilhados e não havia integração visando a resolução dos problemas. Este encontro nos mostra que a gestão, através da busca desta integração, de fomentar estas discussões, está no rumo certo. Viemos para quebrar paradigmas, humanizando as relações e tratando as pessoas com mais dignidade. E isso significa também valorizar os profissionais”, disse.

Adriane lembrou que a gestão sempre esteve sensível aos anseios da categoria, exemplo a concessão do direito a redução de carga horária dos profissionais assistentes sociais para 30 horas, conquista reivindicada há anos por eles.

” Que este seminário seja o primeiro de muitos e a gente possa fomentar ainda mais discussões relevantes e que possamos continuar sendo referência para outros municípios aqui do Estado e também do país”, disse.

O secretário de Assistência Social, José Mário Antunes da Silva, reforçou a importância da parceria e integração entre as pastas e do empenho dos profissionais.

“Este é um momento muito importante porque reforçamos a necessidade de trabalhamos em conjunto. Precisamos de ter unidade  em nossas ações para que a gente consiga trabalhar da melhor maneira possível em prol da população”, disse.

Para o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, a união se faz necessária, uma vez que as demandas se convergem e sem a devida integração, na maioria das vezes, quem é prejudicado é o paciente/usuário.

“Hoje vemos uma divisão muito grande das responsabilidade, enquanto que nós poderiamos pensar soluções de simplificar isso para que de fato haja um melhor atendimento a aquele que realmente precisa”, disse.

Agenda integrada

A assistente social Lesly Ledesma, que durante a abertura representou a coordenação do colegiado do serviço social da SESAU,  destacou que o principal objetivo é congregar os assistentes sociais que atuam nestas duas politicas tão importantes.

“A saúde e assistência social faz parte do tripé da seguridade social. Reunir todos aqui neste seminário e realização de um sonho. Pensamos este momento para ele ser compartilhado de forma intersetorial, pensando na possibilidade de construção de uma agenda unificada entre os profissionais, reafirmando nosso compromisso ético, político e profissional, Além de aprimorar o conhecimento e aperfeiçoar o processo de trabalho, fazendo que assim a nossa assistência, seja na política de saúde ou na assistência social, seja de qualidade”, disse.

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS), Lana Amaral Nunes Goulart, destacou a importância das articulações e criação do colegiado de assistência social da SESAU e envolvimento e engajamento dos profissionais na elaborações de uma agenda única.

“Os desafios são coletivos e se não achar estratégias conjuntas estão fadados ao fracasso. E propor essa integração e aproximação é extremamente importante, fomentando o trabalho do assistente social”, disse.

Atualmente, o Conselho está com a campanha do assistente social no combate ao racismo. “É importante falarmos desse tema, porque o racismo não foi superado no nosso País. O Assistente Social tem papel para combater o racismo e pautar esse debate. Campanha faz reflexão sobre gênero também, pois quando há falta de investimento em política pública, quem é preto e pobre sente primeiro”, manifestou.

O seminário segue até amanhã (22) a partir de 07h30 na Escola Técnica do SUS- ETSUS. Endereço:  Av. Sen. Felinto Muler, 1480  –  Bairro Jardim Parati

Programação – 22 de maio

07h30 – Técnica de Socionomia-Assistente Social Daniela Duarte – SESAU.

08h – Divisão de Grupos – tema: Integralização do território.

10h – Intervalo.

10h30 – Apresentação das propostas de trabalho – agendas integradas.

11h30 – Leitura do relatório final.

12h – Encerramento.