Campo Grande, MS
quinta-feira, 26 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > SEMINÁRIO EM CAMPO GRANDE REÚNE PROFISSIONAIS E ENTIDADES ENVOLVIDAS NO SERVIÇO DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

SEMINÁRIO EM CAMPO GRANDE REÚNE PROFISSIONAIS E ENTIDADES ENVOLVIDAS NO SERVIÇO DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Grande (SAS), em parceria com a Defensoria Pública de Campo Grande, realiza nesta quinta-feira (22) o Seminário “Desvelando Medidas Socioeducativas em Meio Aberto”. O encontro, que acontece durante todo o dia de hoje, visa proporcionar espaço de discussão eIMG_7655 reflexão acerca do atendimento intersetorial que vem sendo dispensado aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto. Na capital, o número de jovens e adolescentes entre 16 e 21 anos, nesta condição, ultrapassa 830.

O acompanhamento desse público é feio por meio dos Centros de Referência Especializados em Assistência Social (CREAS) e suas equipes técnicas formadas por assistentes sociais, psicólogos e advogados, que executam o Serviço de Proteção Social a Adolescentes e Jovens em Cumprimento de Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviços à Comunidade (PSC), o qual tem como objetivo prover atenção socioassistencial aos adolescentes que ao transgrediram as leis vigentes, devem, por ordem judicial, cumprir medida socioeducativa em meio aberto.

IMG_7648O secretário municipal de Assistência Social, José Mário Antunes, ressaltou que o Município tem atuado de maneira efetiva para promover a transformação na vida desses adolescentes e jovens. “São menores infratores que a justiça nos encaminha para cumprir essas medidas e, a SAS, por meio dos Creas, tem cumprido o seu papel com muito empenho e carinho para garantir que essas pessoas sejam ressocializadas e reconduzidas ao seio familiar e da sociedade”, ressalta.

Sobre o seminário, a titular da 4ª Defensoria Pública da Infância e Juventude de Campo Grande, Debora Maria de Souza Paulino, destacou a importância de reunir entidades e profissionais envolvidos nesta temática, a fim de fortalecer os vínculos na busca de resultados eficientes das ações executadas pelas partes envolvidas nesse processo, a fim de garantir que não haja reincidência desses jovens à IMG_7613criminalidade.

“Existe ainda muita desinformação a respeito das medidas socioeducativas, principalmente sobre como funcionam as medidas em meio aberto, que são as medidas que ficam a cargo do município. Consideramos ser essencial eventos como este seminário, a fim de reunir todos os envolvidos para poder trazer essas informações, tirar dúvidas. Aqui estão os servidores e entidades que executam as nossas medidas em meio aberto e, esse encontro permite o fortalecimento do vínculo e a garantia de um trabalho de excelência visando, principalmente, evitar a reincidência e tirar esses adolescentes do meio da criminalidade”, ponderou a Defensora Pública.

Depoimentos como do jovem Erick Neves, que cumpre medidas socioeducativas desde os 15 anos, confirmam a excelência do trabalho realizado pela Rede de Proteção Especial de Média Complexidade da SAS. O jovem, que hoje está com 20 anos, participou do seminário no período da manhã, onde fez um breve relato de sua trajetória durante o processo de ressocialização.

“Em 2003 eu fiz ‘coisa errada’ e acabei sendo levado para a Unei, o que depois me levou a cumprir várias medidas socioeducativas, medidas essas que eu quebrei por diversas vezes. Até que em certo momento acabei percebendo que a minha conduta atrapalhava muito a minha vida. Tudo que vinha fazendo me bloqueava em muitas coisas e, com a persistência da equipe do Creas, que não desistiu de mim, eu comecei a ver que eu queria ser alguém melhor e hoje me arrependo de tudo que já fiz. Essa ajuda foi fundamental e hoje tenho emprego bom, uma família e quero melhorar cada vez mais”, relatou Neves.

IMG_7585De acordo com a gerente da Rede de Proteção Especial de Média Complexidade da SAS, Marcilene Rodrigues, o Serviço de Proteção Social a Adolescentes e Jovens em Cumprimento de Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) contribui para que os adolescentes tenham acesso aos direitos fundamentais instituídos na Constituição Federal de 1988, bem como tenham as condições necessárias para a resignificação de valores da vida em sociedade.

Atualmente, Campo Grande conta com três Centros de Referência Especializados em Assistência Social: Creas Sul – abrangendo  os territórios do Bandeira e Anhanduizinho, Creas Centro – que atende a população do Centro e do Imbirussú e o Creas Norte – que garante suporte às regiões do Prosa e Segredo. Todas as unidades funcionam ininterruptamente das 7h30 às 17h30.

A abertura do evento, que aconteceu na Escola Superior da Defensoria Pública de Campo Grande, contou com a participação do deputado estadual Lidio Lopes.

Confira a programação do Seminário “Desvelando Medidas Socioeducativas em Meio Aberto”:

8h50: 1ª Mesa – Judiciário e a interface com MSE em meio aberto: análise do meio fechado e meio aberto. Participação dos defensores públicos Débora Paulino e Rodrigo Zoccal, mediada pela advogada Josiane Antunes.

09h50: Debate

10h10: 2ª Mesa – Discutindo a Ressocialização. Participação das assistentes sociais Jeniffer Fonseca da Silva e Ana Cristina dos Santos Melo Ireno, mediada pela gerente de Proteção de Média Complexidade da SAS, Marcilene Rodrigues

10h15: 3ª Mesa – A importância da Rede: A Empiria dos Dados. Participação da assistente social Alessandra Rossi Cáceres Mendonça e do psicólogos Joniferson Covarlan Rodrigues, mediada pela psicóloga Rafaela Della Santa

11h20: Debate

13h30: 1ª Mesa – Diálogos Teróricos. Participação do Doutor em Educação Paulo Duarte Paes. Mediação da assistente social Marcilene Rodrigues

14h45: 2ª Mesa – Vivências e Práticas no Creas. Participação das psicólogas Thainara Espíndola Martins, Luiza Regina Campos Dalpiaz, Camila Cristiane Militão e Michele Cabral Silva; das assistentes sociais Elcy Bugarim Claudino e Juliana Delmondes de Oliveira; da advogada e técnica do Creas Sul, Suellen Regina D’Elia Ramos Rocha. Mediação da assistente social Alessandra Rossi

15h45: Debate

17h00: Encerramento

 

Serviço

Seminário: Desvelando Medidas Socioeducativas em Meio Aberto
Local: Escola Superior da Defensoria Pública de Campo Grande
Endereço: Rua Raul Pires Barbosa, nº 1.519 – Bairro Chácara Cachoeira
Horário: 8h às 17h