Campo Grande, MS
sexta-feira, 4 de dezembro, 2020

Saúde

Mídia CG > Saúde > SESAU INVESTIGA QUATRO CASOS SUSPEITOS DE SARAMPO E REFORÇA ALERTA SOBRE IMPORTÂNCIA DA VACINA

SESAU INVESTIGA QUATRO CASOS SUSPEITOS DE SARAMPO E REFORÇA ALERTA SOBRE IMPORTÂNCIA DA VACINA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande investiga quatro casos suspeitos de Sarampo e alerta para a necessidade de vacinar crianças de 1 ano a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias) na Campanha de Vacinação contra a doença e contra a Poliomielite, que termina na próxima sexta-feira (31).

Neste ano foram notificados 14 casos suspeitos de sarampo em Campo Grande, sendo 10 já descartados. Dos quatro casos que ainda estão em investigação, três são de crianças (1, 2 e 5 anos) e um adulto (28 anos).

As 66 salas de vacinação das unidades básicas de saúde (UBS/UBSF) funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h15 às 11h e das 13h às 16h45.

Mesmo com o fim da Campanha na próxima sexta-feira (31), as salas de vacinação dos Centros Regionais de Saúde (CRS) Aero Rancho, Nova Bahia, Tiradentes e Coophavila vão aplicar as doses, também no fim de semana (1 e 2 de setembro), das 7h15 às 16h45, com intervalo reduzido para o almoço.

Em cada CRS, funcionarão duas salas de vacinação que receberão reforço de profissionais para dar celeridade na aplicação das doses.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesau, Mariah Barros reforça para os pais não deixarem para vacinar as crianças no último dia. “Mesmo com os CRSs abertos no fim de semana, conclamamos os responsáveis das crianças com idade de 1 a menores de 5 anos para levarem os pequenos nas 66 unidades básicas de saúde até a sexta-feira, não deixando para o fim de semana, sobrecarregando as quatro unidades”,

Ela explica ainda que “os casos investigados de sarampo nos preocupa e por isso as crianças que estão com sistema imunológico em desenvolvimento precisam receber as doses, mesmo se já foram vacinadas no passado”.

Faltando alguns dias para o término da Campanha, apenas 52% das crianças foram vacinadas. Este percentual é baixo e necessário atingir 95% da meta, que é imunizar pouco mais de 47,5 mil crianças.