Campo Grande, MS
domingo, 23 de janeiro, 2022

Saúde

Mídia CG > Saúde > SESAU PUBLICA MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO ALMOXARIFADO PARA PADRONIZAR OS PROCEDIMENTOS DO SETOR

SESAU PUBLICA MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DO ALMOXARIFADO PARA PADRONIZAR OS PROCEDIMENTOS DO SETOR

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

Com o objetivo de facilitar o processo de trabalho e padronizar os procedimentos, garantindo qualidade e eficiência do serviço, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande publicou no Diário Oficial do Município (Diogrande) desta terça-feira (25) o “Manual de Boas Práticas de Armazenamento e Distribuição de Produtos da Divisão de Almoxarifado”, setor responsável por receber os insumos e produtos usados nas mais de 120 unidades da Saúde.

O manual explica, divulga e documenta o Sistema de Gestão da Qualidade da Divisão de Almoxarifado, de acordo com as normativas previstas pelo Ministério da Saúde, com o propósito de estruturar os requisitos de qualidade.

O objetivo deste Sistema tem como base as seguintes diretrizes a serem seguidas para a caracterização e consolidação da qualidade no armazenamento e na distribuição de produtos para saúde: Satisfação das necessidades da Rede Municipal de Saúde; Conformidade dos processos e do sistema de gestão da qualidade para o Sistema Único de Saúde (SUS).

O documento esclarece as competências e as obrigações de cada setor dentro do Almoxarifado/Sesau, permitindo a realização de treinamentos internos, auditorias, manuseio, armazenamento, distribuição e instalação dos produtos.

No Almoxarifado/Sesau são recebidos diversos produtos que a Secretaria adquire por meio de processos licitatórios e repasses ministeriais, como aparelhos de ar-condicionado, cadeiras, poltronas, carro maca, mesa para exame, balança eletrônica digital adulto e pediátrica, berço hospitalar, maca retrátil, laringoscópio, entre outros. Após o recebimento, o setor preciso identificar as necessidades das unidades de saúde, fazer o transporte e a instalação destes equipamentos.

O setor controla a distribuição de produtos, a fim de assegurar que eles sejam expedidos de forma correta e eficaz, além de mantém ainda registros de distribuição que incluem ou fazem referência ao pedido das Unidades da Rede Municipal de Saúde: Nome da Unidade de Saúde; Identificação e quantidade de Produtos; Número e validade do “lote” utilizado para rastreabilidade.