Campo Grande, MS
domingo, 29 de novembro, 2020

Educação

Mídia CG > Educação > VETERANO DA 2ª GUERRA MUNDIAL REVELA DETALHES DO CONFLITO EM PALESTRA PARA ALUNOS DA REME

VETERANO DA 2ª GUERRA MUNDIAL REVELA DETALHES DO CONFLITO EM PALESTRA PARA ALUNOS DA REME

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
DSC_0013

Alunos do 9º ano da Escola Municipal Antônio José Paniago descobriram, na tarde desta quinta-feira (30), detalhes de um dos mais importantes eventos da história: a Segunda Guerra Mundial. O conflito foi tema de palestra ministrada pelo ex soldado Agostinho Mota, de 94 anos, que lutou na Itália entre os anos de 1943 a 1945.

DSC_0023Não faltaram questionamentos sobre os bastidores da Guerra e a participação do Brasil e dos soldados do então Mato Grosso uno, no evento.

Considerado um herói de guerra no país, Agostinho, que foi tenente e combateu junto Força Expedicionária Brasileira (FEB) falou para os alunos da unidade escolar de uma forma dinâmica, real e animada. Um dos dados que chamou a atenção dos alunos foi saber que os combatentes ficaram conhecidos pelo nome de “pracinhas”. O termo surgiu da expressão “sentar praça”, que significa se alistar nas Forças Armadas. O apelido era atribuído aos soldados rasos, detentores da patente mais baixa da hierarquia militar.

Atualmente Agostinho é o presidente da Associação Nacional dos Veteranos da FEB-MS, que congrega os ex pracinhas que combateram na Itália.

Detalhes da guerra

Para os alunos da escola Antônio Paniago, a palestra foi motivadora e enriqueceu o conteúdo aprendido em sala de aula, já que puderam ouvir de um personagem real, fatos que só tinham visto através dos livros.

O aluno Otavio da Silva Navarro, 14 anos, comentou sobre o que achou interessante na apresentação do veterano da guerra.

“Com a palestra aprendi sobre a importância que a Segunda Guerra teve para a história do mundo. O senhor Agostinho passou por muitas dificuldades e perdeu amigos. Agora quero ir atrás do assunto, procurar livros, aprender mais coisas”, ressaltou.

Para a aluna Ketilin Cardoso, 14, a apresentação do veterano foi interessante devido aos detalhes revelados pelo ex combatente, que não constam nos livros oficiais.

“Esses soldados foram defender nosso país e pudemos entender melhor porque eles foram enviados para a Guerra. Estamos estudando o assunto e a palestra foi muito útil”, afirmou.

Aprendizado

O professor História João Robson de Souza, responsável pelas aulas sobre o tema, explica que fomentar as aulas teóricas com fatos que são narrados pela vivência de um soldado de guerra, na prática, vai elevar o conhecimento dos estudantes.

“Como professor, conhecemos a parte teórica e hoje trouxemos alguém que conhece o fato na prática, que lutou. Isso abre a mente dos alunos, traz inspiração. Isso será um fato histórico e marcante e vai proporcionar melhores condições de ensino para cada um deles”, disse.

A diretora da Escola, Maria Lúcia Oliveira acredita que esse tipo de trabalho, que vai além das aulas em sala, proporciona melhor aprendizado.

“A escola tem um grande objetivo na questão da aprendizagem, que é o de fazer com que os alunos se encantem, tenham vontade de aprender. Eles ainda demonstraram muito carinho pelo combatente. Tudo o que foi dito aqui, eles só tinham visto em livros”, explicou.

Herói de guerra

O veterano, que lutou por dois anos na Itália,  comentou sobre a importância de poder relatar os fatos acontecidos ao alunos e conta da sua emoção diante da recepção dos alunos.

“Tem que haver essa divulgação. Hoje estão dando valor para a História, o que antes não tivemos. Achei espetacular a recepção e a atenção dos estudantes da escola. Isso é bom. No meu tempo escola era difícil, fazer o primário era raridade”, contou.