Campo Grande, MS
sábado, 16 de janeiro, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > OBRA NO NOVA LIMA AVANÇA E EM DUAS SEMANAS 70% DO ASFALTO ESTARÁ CONCLUÍDO

OBRA NO NOVA LIMA AVANÇA E EM DUAS SEMANAS 70% DO ASFALTO ESTARÁ CONCLUÍDO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
@6

Executada em vária  frentes de serviço (rede de esgoto, asfalto,  meio-fio e calçada) a pavimentação do Bairro Nova Lima, etapa A, fechará o mês julho com 70% do asfalto concluído, cobrindo o quadrilátero formado pelas ruas Zulmira Borba, avenidas Cândido Garcia, Carlota Joaquina e a quinta pista da Avenida Cônsul Assaf Trad, que somam 15 quilômetros. Assim, para o término da etapa, ficará restando cinco quilômetros, além de 4,5 km de recapeamento.

Pelo cronograma da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, nas próximas duas semanas a empreiteira vai executar 4,3 quilômetros de asfalto, sendo metade deste traçado até o próximo sábado nos  trechos: cercanias da Unidade Básica de Saúde da Família  Marcia de Sá Earp; das  ruas Randolfo Lima, Eugenia Lima, Júlio Prestes, Padre Antônio Franco. Na Avenida Dona Carlota Joaquina será preciso remover parte do posteamento da rede de energia elétrica, que fica no traçado da via.

Quem mora na redondeza se entusiasma com a presença de trabalhadores e equipamentos mobilizados para o canteiro de obras. O casal Bruno Jara e Zenir Aguiar, que mora há 4 anos na Rua Padre Antônio Franco, já tem  planos de reformar  a casa . “Com o asfalto já fica mais animado de investir.  Não dava  nem gosto de fazer uma pintura, porque  era poeira na seca e barro quando chovia”, lembra dona Zenir.

Para dona Maria Matilde, residente na Rua Dom Sebastião Lemes, a pavimentação do bairro representa uma espera de 20 anos. “O asfalto traz conforto, melhora a qualidade de vida, além de valorização de toda a região”, comenta a moradora.@3

Obra interrompida

A  pavimentação do Nova lima  foi interrompida em novembro do ano passado porque a Águas Guariroba parou a implantação da rede de esgoto, depois que o Tribunal de Contas suspendeu o contrato que prorrogava a concessão por mais 30 anos. A Caixa não autoriza o andamento de obras financiadas com recursos do FGTS, como este projeto, em regiões onde não haja rede de esgoto.

No início de junho, após o TCE/MS garantir a prorrogação da concessão por mais 18 anos, até o julgamento do mérito da ação, a Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos (Agereg) determinou o reinicio da expansão do esgoto em todas as áreas onde há obras de pavimentação em andamento, como o Nova Lima e o Santa Luzia.

Dos quase 20 quilômetros de pavimentação previstos nesta etapa (exatos 20,7  km), iniciada em agosto do ano passado, até a interrupção do serviço em novembro, já tinham sido executados 7,44 quilômetros e  mais de 90% da drenagem programada (8.028,85 km dos  8,75 km projetados). No mês passado foram feitos mais 2,06 quilômetros de asfalto e julho deve fechar com 4,3 km, totalizando praticamente 15 km.

Nesta primeira etapa da pavimentação do Nova Lima, está programado o asfaltamento das ruas Sócrates; Dona Maria Izabel; Dom Sebastião Lemes; Santo Inácio de Loiola;  Júlio Prestes; Eugênio Lima; Randolfo Lima; Assunção  Borba;  Martin Faustino; Padre Antonio Franco, Botafogo; Eugênio Silvério; Alfredo Borba;; Firmo Cristaldo; Galileu; Aquiles; Celina Baís Martins, além das avenidas Carlota Joaquina e Cândido Garcia.  Estão sendo investidos R$ 20 milhões, recursos do PAC Pavimentação, e contrapartida da Prefeitura, em parceria com o Governo do Estado.