Campo Grande, MS
domingo, 29 de novembro, 2020

Notícias

Mídia CG > Notícias > PREFEITURA LANÇA CAMPANHA AGOSTO ALARANJADO PARA COMBATER INCÊNDIOS URBANOS

PREFEITURA LANÇA CAMPANHA AGOSTO ALARANJADO PARA COMBATER INCÊNDIOS URBANOS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Faixa Campanha Agosto Alaranjado

A Prefeitura Municipal de Campo Grande e o Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos lançaram nesta quinta-feira (19), durante a reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA), a Campanha Agosto Alaranjado – 2018 com o slogan “Queimar é Crime! Diga NÃO! Às queimadas urbanas”.

O objetivo da campanha é promover a discussão e desenvolver ações junto a comunidade, otimizar a gestão, o monitoramento, a prevenção e o combate aos incêndios no município.

Para isso, serão realizadas palestras educativas e informativas em escolas, instituições públicas e privadas, Conselhos Regionais, nos Distritos de Anhanduí e Rochedinho e nos conselhos gestores das Áreas de Proteção Ambiental do Guariroba, Lageado e Ceroula.

Esta edição traz como inovação ações de Educação Ambiental aos usuários do transporte coletivo e a realização de blitz ambiental nas regiões onde ocorrem mais focos de incêndios, entre outras ações. Conforme dados do Corpo de Bombeiros, as regiões urbanas com maior incidência de incêndios são a do Segredo, Anhanduízinho e Bandeira.

O diretor de planejamento ambiental da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano, Rodrigo Giansante, ressaltou a importância da Campanha e a interação das instituições estratégicas que compõem o cenário do meio ambiente para a união de esforços na divulgação do combate aos incêndios urbanos.

“Precisamos conscientizar a população, sermos multiplicadores, levar até a comunidade as informações, os aspectos prejudiciais das queimadas e até mesmo as consequências que elas trazem como a punição com multa. E através dos parceiros nesta Campanha teremos maior espaço para a realização das ações, para que a gente consiga abranger o maior número possível de públicos de todas as idades”, afirmou Giasante.

A presidente do CMMA, Rosângela Maria Rocha Gimenes, enfatizou a importância dos canais de denúncia e a identificação do autor da queimada.

“É importante que se denuncie, pois sem a identificação do autor não há punição”, frisou.

O conselheiro do CMMA, Rodolfo Vaz de Carvalho, parabenizou a campanha e destacou o apoio de outras instituições e apenas algumas das conseqüências que os incêndios provocam.

“É preciso parabenizar a iniciativa, mas ressaltar que sem o apoio de parceiros e da própria comunidade não haverá resultado. É preciso mostrar os prejuízos que as queimadas provocam na saúde de idosos e crianças, o que isso resulta para a saúde pública com a lotação nos hospitais, por exemplo”.

“É um trabalho de mitigação. Devemos ter um plano de contingência e monitoramento para o Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios. Vamos levar até os distritos a capacitação para a formação de brigadas contra incêndio”, também expôs o Superintendente de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura, Armindo de Oliveira Franco.