Campo Grande, MS
quarta-feira, 12 de maio, 2021

Notícias

Mídia CG > Notícias > PREFEITURA DIVULGA LISTA DE SORTEADOS EM APARTAMENTOS DA EMHA

PREFEITURA DIVULGA LISTA DE SORTEADOS EM APARTAMENTOS DA EMHA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest

A Prefeitura de Campo Grande, divulgou no Diário Oficial desta quinta-feira (22), a lista dos sorteados nos apartamentos do Condomínio Residencial Sírio Libanês, Condomínio Jardim Inápolis, Condomínio Residencial Portal das Laranjeiras, Condomínio Residencial Aero Rancho CH7 e Condomínio Residencial Aero Rancho CH8.

São 536 apartamentos que foram sorteados na última quinta-feira (15), sexta-feira (16) e sábado (17), durante o 2º Feirão Habita Campo Grande, que foi organizado pela Agência Municipal de Habitação (Enha), como parte das festividades aos 120 anos do Aniversário de Campo Grande.

No Condomínio Residencial Sírio Libanês foram sorteados 102 apartamentos, sendo 4 para idosos (8 suplentes), 9 para PCD (18 suplentes), 4 mulheres vítima de violência e 90 no Grupo 1, 20 no Grupo 2 (40 suplentes) e 12 no Grupo 3 (24 suplentes).

No Condomínio Jardim Inápolis foram sorteados 66 apartamentos, sendo 3 para idosos (6 suplentes), 6 para PCD (12 suplentes), 4 mulheres vítima de violência e 32 no Grupo 1 (64 suplentes), 14 no Grupo 2 (28 suplentes) e 9 no Grupo 3 (18 suplentes).

No Condomínio Residencial Portal das Laranjeiras foram sorteados 158 apartamentos, sendo 7 para idosos (14 suplentes), 14 para PCD (28 suplentes), 3 mulheres vítima de violência (6 suplentes) e 72 no Grupo 1 (144 suplentes), 31 no Grupo 2 (62 suplentes) e 19 no Grupo 3 (38 suplentes).

No Condomínio Residencial Aero Rancho CH7 foram 105 apartamentos, sendo 4 para idosos (8 suplentes), 9 para PCD (18 suplentes), 2 mulheres vítima de violência (4 suplentes) e 44 no Grupo 1 (87 suplentes), 19 no Grupo 2 (38 suplentes) e 12 no Grupo 3 (24 suplentes).

Os sorteios foram realizados de forma pública, conforme determina a Lei Complementar n. 299 de 29 de maio de 2017, que instituiu a sua obrigatoriedade a fim de beneficiar pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, o que concede total transparência ao processo.

Mais de 35 mil famílias da Capital cadastradas na base de dados da EMHA puderam acompanhar o sorteio.